InicioAngolaRegiõesPediatria do Lubango regista por dia quatro casos de sêpsis neonatal

Pediatria do Lubango regista por dia quatro casos de sêpsis neonatal

Dois a quatro pacientes com sepsis neonatal dão entrada diariamente no Hospital Pediátrico do Lubango, “Pioneiro Zeca”, situação que preocupa a unidade sanitária, informou hoje, nesta cidade, a responsável da área de neonatologia, Neova Fernandes.

Ao falar a imprensa, a especialista justificou a preocupação com o facto de a sepsis neonatal ser um síndrome de resposta inflamatória sistémica, causada por um processo infeccioso, que se for desfavorável pode provocar infecção generalizada, disfunção múltipla dos órgãos e a morte do recém-nascido.

Explicou que os casos que chegam a pediatria são, na maioria, consequências de partos domiciliares e realizados em alguns postos e unidades hospitalares, sem a observância dos cuidados de higiene a ter com o umbigo e a fontinela do recém nascido.

”Mas temos conversado com mães, incentivando-as a participar nas consultas pré-natais, a procurar os serviços de saúde o mais cedo possível ao invés de esperar que o parto aconteça mesmo em casa”, realçou.

Para se ultrapassar a situação, recomenda a melhoria da oferta dos serviços de saúde nas comunidades, com a revitalização dos comités de biossegurança, equipando as salas de parto para que se realize partos seguros, com supervisões das salas para se evitar infecções em recém-nascidos.

O encontro com a duração de um dia recomendou igualmente o reforço das acções educativas de acordo com a realidade de cada de cada área, envolvendo as administrações municipais, autoridades tradicionais, igrejas com vista a promover a saúde das mães e das crianças na província.

De Julho de 2016 a igual período em 2017, 718 pacientes foram internados na sala de neonatologia, por sêpsis neonatal, com 92 óbitos, observando uma redução de dez casos e de cinco mortes, compara a igual período anterior. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.