- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Oceania Austrália prende homem acusado de tentar vender partes de mísseis em nome...

Austrália prende homem acusado de tentar vender partes de mísseis em nome da Coreia do Norte

A polícia australiana afirmou neste domingo, 17 de Dezembro, que prendeu um homem acusado de trabalhar no mercado negro para vender componentes de mísseis e carvão em nome da Coreia do Norte.

O homem foi acusado sob legislações contra a proliferação de armas de destruição em massa, disse a polícia, e por violar sanções contra a Coreia do Norte.

O homem em Sydney foi identificado por emissoras locais como Chan Han Choi, 59, que vive na Austrália há mais de 30 anos e é descendente de coreanos.

“Este homem era agente leal da Coreia do Norte que acredita que agia para servir um propósito patriótico mais elevado”, disse um representante da polícia federal australiana a jornalistas.

A polícia acusa o homem de agir como um mediador na venda de componentes de mísseis, incluindo software de orientação para mísseis balísticos, bem como de tentar vender carvão para terceiros na Indonésia e Vietname.

A polícia informou que o homem estava em contacto com altos oficiais da Coreia do Norte mas que nenhum componente de míssil chegou à Austrália. O acusado pode ser condenado a 18 anos de prisão. (Voa)

- Publicidade -
- Publicidade -

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...
- Publicidade -

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Notícias relacionadas

Angola: Onde estão os sindicatos no novo conselho de João Lourenço?

Convidado a integrar o novo Conselho Económico e Social de João Lourenço, o economista Carlos Rosado de Carvalho diz-se "surpreendido" com o número de...

Bancos africanos são vítimas do ‘rating’ dos países em que operam, diz Moddy’s

Em causa os efeitos e dificuldades resultantes da pandemia de covid-19. A agência de notação financeira Moody's alertou que a análise sobre a qualidade de...

Angola: “Liberdade, Justiça, Emprego, Educação”, pedem manifestantes

Centenas de angolanos saíram à rua para mostrar a sua insatisfação com o Governo e exigir mais empregos. Foi a segunda manifestação em Luanda...

Cardeal italiano demitido de Vaticano por suspeitas de desvio de fundos

O italiano Angelo Becciu, tido a data como um dos cardeais mais influentes do Vaticno, foi obrigado a renunciar ao seu cargo, devido à...

Mali: Presidente e vice-presidente de transição já tomaram posse

Esta sexta-feira, no Mali, vão tomar posse o novo presidente de transição, o general na reserva Bah N’Daw, e o novo-vice-presidente, o coronel Assimi...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.