Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Porto de Luanda movimenta oito milhões toneladas de mercadorias

Oito milhões de toneladas de mercadorias é o volume de carga que o Porto de Luanda espera movimentar até final deste ano, estimou hoje o seu presidente do conselho de administração, Alberto Bengue.

Embora tenha calculado uma produção na ordem dos oito milhões de toneladas de mercadorias, o gestor disse à Angop que o mais provável é que a quantidade seja homóloga a de 2016 7,1 milhões de toneladas.

O administrador avançou que há ainda muita carga a chegar ao país e logo que tiverem todos os registos sobre a produção portuária compilados farão um balanço mais substancial sobre a actividade da empresa em 2017.

Sobre a produção de 2016, os dados do Porto de Luanda indicam que se registou um total de mais de 1,7 milhões de toneladas de carga não contentorizadas e mais de 5,4 milhões de mercadorias contentorizadas.

Comparativamente a 2015 (8,9 milhões de toneladas), a produção do Porto, em 2016, teve um decréscimo na ordem dos 19 porcento.

Tráfego de navios em 2016

Escalaram o Porto de Luanda, durante o ano 2016, quatro mil e 622, sendo 732 navios de longo curso e três mil e 890 navios de cabotagem.

A frequência de chegada para os navios de longo curso foi de aproximadamente dois navios por dia, apresentando um decréscimo na ordem dos 19 porcento relativamente ao ano de 2015 que registou uma frequência de chegada três navios por dia.

Os navios de cabotagem, maioritariamente compostos por navios de actividade petrolífera, tiveram como média de chegada 12 navios por dia com um decréscimo de 31 porcento de navios chegados em relação ao mesmo período de 2015

Este decréscimo foi se acentuando ao longo do ano de 2016, devido ao abrandamento da economia que se tem verificado nos últimos tempos, levando uma baixa na importação, uma vez que a maior parte da carga chega ao país por via marítima.

Estratégia e plano de sustentabilidade do Porto de Luanda

Para a sustentabilidade do porto, segundo o PCA, foram definidos, entre outros, eixos como a promoção da ética, protecção ambienta, laboral, ligação à cidade e à comunidade.

Em relação à ética, a empresa deve combater a corrupção em todas as suas formas de incluindo extorsão e retorno.

Sobre a área de protecção ambiental, a empresa deverá apoiar uma abordagem preventiva aos desafios ambientais, realizar iniciativas para promover a responsabilidade ambiental, assim como encorajar o desenvolvimento e a difusão de tecnologias amigas ao ambiente.

Quanto à área laboral, a empresa deve trabalhar para eliminar a descriminação no emprego. Neste domínio, a empresa direccionará sua atenção para questões como género, políticas, amizades e ainda no estilo de apresentação pessoal.

O Porto de Luanda deverá trabalhar com a cidade e com a comunidade e com todos interessados na sua existência.

O Porto de Luanda é o principal do país, sendo responsável por 80 porcento da importação e exportação de mercadorias de Angola.

Actualmente, o Porto de Luanda emprega pelo menos 408 trabalhadores. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »