Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Flamengo empata com o Independiente e perde a final da Sul-Americana

As semelhanças com o ano de 1995 duraram até o último jogo da temporada. Elenco milionário, cobrança intensa por um título de expressão e uma fatídica derrota para o Independiente numa decisão. O empate em 1 a 1 no Maracanã sacramentou a perda de mais uma taça para o Flamengo e decretou 2017 como um ano de decepções para os rubro-negros. Os gritos de “time sem vergonha”, de parte da arquibancada, resumem a frustração da torcida.

— É triste. Acho que a gente entende a frustração da torcida. É a mesma que a nossa. Tentamos de todas as formas — lamentou Juan.

As vaias, na verdade, são mais direcionadas ao ano como um todo do que à atuação de ontem. Não se pode dizer que não houve entrega. Seja com César, que sofreu um leve desmaio mas decidiu permanecer em campo; seja com Réver, que levou oito pontos na cabeça e, em determinado momento da partida, jogou a touca de proteção fora para poder cabecear melhor. Os rubro-negros entraram em campo com vontade de ser campeões.

O problema não estava na falta. Mas sim no excesso. De afobação e de ansiedade. Os jogadores abusaram das escolhas erradas e, muitas vezes, escolheram a jogada individual quando deveriam ter priorizado o coletivo. O Flamengo teve, pelo menos, três grandes chances desperdiçadas. Na melhor delas, Everton ficou cara a cara com Campaña e chutou nas mãos do goleiro.

O gol, não à toa, saiu numa jogada que passou por quatro rubro-negros. Aos 29m, Diego cobrou falta, Juan ajeitou, Réver cruzou e Paquetá aproveitou falha da defesa para concluir. Só que, dez minutos depois, o jovem Barco converteu como um experiente o pênalti cometido por Cuéllar e deixou tudo igual.

Para piorar a situação, desta vez a entrada de Vinícius Júnior não surtiu efeito. O Flamengo até fez um abafa no fim. E Réver chutou para fora quando o golo estava praticamente vazio. O golo que poderia manter vivo o sonho do título não veio. Ficaram as decepções. (Jornal Extra)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »