Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Alemanha e Gana assinam acordo de investimentos e reformas

A Alemanha vai apoiar o Gana com 100 milhões de euros para a promoção das energias renováveis, a eficácia energética e a formação profissional.

A Alemanha e o Gana assinaram esta terça-feira (12.12) um acordo de “Parceria de Investimento e Reforma” após um encontro na capital do Gana, Accra, entre o Presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, e o homólogo ganês, Nana Akufo-Addo.

Segundo o dirigente alemão, após quatro mudanças de poder pacíficas e um claro compromisso com o Estado de direito e a democracia, o Gana apresenta o quadro de investimentos mais estável do continente africano.

“Esta parceria de reforma que assinámos hoje é um sinal de respeito pelo que foi feito no Gana nos últimos anos e aquilo que distingue o Gana de outros países africanos, de forma positiva”, afirmou Steinmeier.

Além do apoio ao desenvolvimento

Depois da Tunísia e da Costa do Marfim, o Gana é a terceira parceria de reforma da Alemanha no continente africano, inserida na iniciativa “Compact with Africa”, criada pelo Governo alemão no âmbito do G20 para reforçar o investimento privado no continente. As expetativas são altas, até porque a delegação de Berlim conta com 18 empresários na visita oficial ao Gana.

O Presidente Nana Akufo-Addo agitou as águas recentemente, quando explicou o conceito de “Um Gana além do Apoio ao Desenvolvimento”, durante a visita do Presidente francês, Emmanuel Macron: em vez de esperar apenas pelo dinheiro dos contribuintes europeus, Akufo-Ado quer parcerias genuínas, que beneficiem ambos os lados.

O Gana não tem apenas ouro, cacau e petróleo, mas também trabalhadores que precisam urgentemente de emprego – uma preocupação central do seu Governo, como explicou ao homólogo alemão: “Investimos uma parte significativa dos fundos públicos na educação, porque queremos aumentar a capacidade e a competência dos nossos trabalhadores”, disse Akufo-Ado.

Travar migração económica

Em Accra, o Presidente alemão, Frank-Walter Steinmeier, aproveitou ainda para alertar para os perigos da migração.

Em entrevista ao diário Daily Graphic, Steinmeier lembrou que a Alemanha recebeu centenas de milhares de refugiados, mas sublinhou que é preciso fazer uma clara distinção entre aqueles que fogem da guerra e da perseguição política e quem emigra em busca de uma vida melhor. A Europa, explicou, não pode dar esta perspetiva a todos os ganeses e africanos.

Durante a visita oficial ao Gana, o Presidente alemão sublinhou, por isso, a importância de criar infra-estruturas estáveis e oportunidades para os jovens, de forma a dissuadi-los de partir. “Acredito que [o desenvolvimento económico] é a direção certa e que isto não pode funcionar sem que sejam dadas todas as oportunidades à geração mais jovem de construir o seu futuro no seu próprio país, graças à educação e à formação profissional”, referiu Steinmeier.

O Presidente do Gana, por sua vez, identificou três pilares do sucesso da economia alemã, que diz serem muito relevantes para o seu país: uma classe média forte, excelente tecnologia – nomeadamente na área das energias renováveis – e uma excelente formação profissional, “talvez a melhor do mundo”. Akufo-Addo espera, assim, que a presença da delegação empresarial alemã no Gana dê bons frutos, “para que as fortes relações entre os dois países continuem a desenvolver-se.”

Esta quarta-feira (13.12), a primeira visita oficial do Presidente alemão ao continente africano continua em Accra. Antes de seguir viagem para a Gâmbia, Steinmeier inaugura na capital do Gana um centro de aconselhamento à migração que visa formar jovens ganeses e apoiar pequenas empresas. (DW)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »