- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Guiné-Bissau FMI aprova empréstimo de mais de 1,5 milhões de euros ao governo...

FMI aprova empréstimo de mais de 1,5 milhões de euros ao governo da Guiné-Bissau

A secretária de Estado do Tesouro da Guiné-Bissau, Felicidade Abelha, anunciou hoje que o Fundo Monetário Internacional (FMI) aprovou um empréstimo ao país de 1.572 mil euros ao abrigo do programa de facilidade de crédito alargado.

De acordo com a governante guineense, a aprovação do programa decorre da quarta revisão que o FMI fez ao desempenho macroeconómico do país africano do qual saiu “nota positiva” em virtude de Bissau ter atingido “todas as metas indicativas”.

Em nota do FMI distribuído aos jornalistas, a margem de uma conferência de imprensa, lê-se que a economia guineense “está a crescer fortemente”, a situação fiscal “melhorou consideravelmente” e que as condições do comércio são favoráveis.

O PIB real cresceu em média de quase 6%, no período de 2015/16, o que se vê num excedente na conta corrente externa e ainda no abaixamento da inflação para 2%, diz a comunidade do FMI.

A organização acrescenta que as “perspetivas de crescimento são amplamente favoráveis” para a economia guineense, apontando para uma projeção de 5,5% em 2017.

A melhoria do ambiente do negócio, os investimentos no fornecimento de serviços essenciais pelo Estado, nomeadamente água potável e eletricidade, investimentos em infraestruturas e estradas, são, para o FMI, os fatores que têm contribuído para “o impulso positivo” da economia guineense.

Na mesma nota distribuída aos jornalistas, o FMI assinalou que dois pontos de referência à avaliação ao desempenho macroeconómico da Guiné-Bissau, não foram cumpridos: operações à gestão da dívida e o saneamento da empresa pública de eletricidade.

O representante do Fundo, na Guiné-Bissau, Oscar Melhado, felicitou a “política de gestão rigorosa” dos recursos públicos em curso no ministério da Economia e Finanças e ainda destacou o facto de, pela primeira vez, nos últimos 15 anos, os Estados Unidos terem votado favoravelmente para aprovação do programa do governo guineense.

No passado, disse ainda Melhado, os Estados Unidos sempre tinham optado pela abstenção.

Felicidade Abelha enalteceu o facto de o FMI ter constatado as melhorias o que disse ter sido alcançado “num contexto difícil” em que as Finanças Públicas vivem com “parcos recursos” para responder às demandas das populações.

A secretária de Estado do Tesouro guineense enfatizou que a avaliação encoraja o governo, no seu todo, e o Ministério da Economia e Finanças, a prosseguir com a aplicação rigorosa e transparente dos recursos. (Diário de Notícias)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.