InicioMundoÁfricaProcuradoria sul-africana alarga prazo para Zuma contestar acusações

Procuradoria sul-africana alarga prazo para Zuma contestar acusações

A Procuradoria da África do Sul estendeu hoje o prazo para que o Presidente Jacob Zuma apresente argumentos contra as 783 acusações de corrupção que lhe foram feitas, segundo fontes judiciais referidas por media locais.

O prazo inicial terminava a 30 de novembro, mas o procurador-geral sul-africano, Shaun Abrahams, recebeu um pedido da defesa de Zuma para o alargar até 19 de fevereiro.

A decisão da Procuradoria foi dar ao Presidente até 31 de janeiro, disse o porta-voz da acusação Luvuyo Mafaku ao portal News24, adiantando que “não se permitirão mais extensões”.

As acusações contra Zuma de corrupção e evasão fiscal, algumas das quais relacionadas com um negócio de armas, remontam a 1999 e foram apresentadas pela Procuradoria em 2007, pouco depois de Zuma ter derrotado o então Presidente Thabo Mbeki no congresso para eleger o líder do Congresso Nacional Africano (ANC, partido no poder). (Notícias ao Minuto)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.