Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Norberto Garcia é o novo porta-voz do MPLA

A II Sessão Extraordinária do Comité Central do MPLA aprovou hoje, em Luanda, uma resolução que elegeu cinco membros do Bureau Político, com destaque para o novo porta-voz do Partido, Ernesto Manuel Norberto Garcia.

Para além do ex- director da Unidade Técnica para o Investimento Privado foram ainda eleitos Pedro Neto (ex-presidente da Federação Angolana de Futebol), Maria Isabel Malunga Mtunda e Yolanda Brígida Domingos de Sousa e Diógenes de Oliveira.

Ernesto Manuel Norberto Garcia substitui Mário António, que agora vai responder a nível secretariado do Bureau Político para os Assuntos Sociais.

A nova coordenadora da Comissão de Disciplina e Auditoria do Comité Central é Ana Paula Inês Ndala Fernando, que rendeu Ferreira Pinto.

Para dar nova dinâmica ao partido, a II Sessão Extraordinária do Comité Central do MPLA aprovou a resolução sobre a restruturação do aparelho auxiliar central do partido, composto por nove departamentos e cinco gabinetes do partido.

No que diz respeito aos departamentos, doravante o MPLA terá o departamento de Organização e Mobilização, Organizações e da Sociedade Civil, de Informação e Propaganda, Administração e Finanças.

Os departamentos para Assuntos Políticos e Eleitorais, Económicos, Política Social, Política de Quadros, Antigos Combatentes e Veteranos de Pátria, Reforma do Estado, Administração Pública e Autarquias e Relações Internacionais, foram também criados.

No que tange aos gabinetes, foram criados os de: Secretaria-Geral do Comité Central, Coordenação de Estudos e Análise, Gabinete Técnico, Centro de Documentação e Investigação Histórica e Gabinete de Informática e Tecnologias de Informação.

A reunião aprovou igualmente uma resolução que cria os órgãos individuais de direcção, nomeadamente o gabinete do Presidente, do vice-presidente e do Secretário-geral do partido.

Nas conclusões finais, o Comité Central do MPLA condena veementemente o ressurgimento do tráfico de escravos em África e exorta os principais líderes africanos a cerrarem fileiras “na luta contra este hediondo crime que afecta a humanidade”.

A direcção do partido que governa o país reitera ainda o compromisso de contribuir para a defesa dos direitos fundamentais do cidadão e da dignidade da pessoa humana. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »