- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Regiões Cuanza Norte: Malária causa 249 óbitos em dez meses

Cuanza Norte: Malária causa 249 óbitos em dez meses

Duzentas e 49 pessoas morreram em consequência de 139.932 casos de malária registados pelas autoridades sanitárias da província do Cuanza Norte, de Janeiro a Outubro de 2017, segundo o coordenador provincial do Programa de Luta contra a Malária pelo Fundo Global, Manuel Esteves.

Em declarações à Angop hoje, segunda-feira, o responsável indicou um aumento de 67 óbitos por malária comparativamente a 2016, em que a doença vitimou 182 pessoas.

Entre as vítimas da malária registadas nos dez meses em análise, Manuel Esteves apontou 169 crianças dos zero aos 14 anos de idade e 22 adultos, entre os quais 12 mulheres grávidas.

O responsável indicou a conjuntura económica e financeira que o país vive nos últimos anos, que se repercutiu no abrandamento das acções preventivas de luta anti-larval e combate ao mosquito adulto, por via da desinfecção das águas paradas, pulverização intra e extra-domiciliar, distribuição de mosquiteiros, como factores que têm estado a contribuir para o aumento de óbitos pela doença.

“A preocupação é imensa, na medida em que já tínhamos conseguido abrandar as mortes pela pandemia em 2014 com o registo de apenas 74 óbitos, mas voltamos a subir em 2015 com 161 mortes e em 2016 com 182 casos e agora em 2017 onde até Outubro já temos 249 falecimentos”, lembrou.

Embora insuficientes, o responsável apontou a distribuição de 300 mil mosquiteiros no âmbito do programa de luta contra malária em todos os municípios da província, enquanto que cinco mil petizes de vários bairros periféricos da cidade de Ndalatando foram igualmente agraciados com redes mosquiteiras a 4 de Dezembro último no âmbito do Programa “Stop Malária” implementado pela empresa Unitel. (Angop)

- Publicidade -
- Publicidade -

Afrobarómetro: Angolanos reprovam desempenho económico do executivo de João Lourenço

A mais recente pesquisa de opinião do Afrobarómetro, organização continental independente de pesquisas e sondagens, sobre Angola revela que a grande maioria dos angolanos,...
- Publicidade -

Direcção da FAF ‘esconde’ prémios de 348 milhões Kz de que beneficiou

Se de um lado foi observado que em dois anos os dezassete membros que fazem parte do topo da hierarquia da FAF levaram para...

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Notícias relacionadas

Afrobarómetro: Angolanos reprovam desempenho económico do executivo de João Lourenço

A mais recente pesquisa de opinião do Afrobarómetro, organização continental independente de pesquisas e sondagens, sobre Angola revela que a grande maioria dos angolanos,...

Direcção da FAF ‘esconde’ prémios de 348 milhões Kz de que beneficiou

Se de um lado foi observado que em dois anos os dezassete membros que fazem parte do topo da hierarquia da FAF levaram para...

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.