Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Suspeito da morte de segurança em discoteca de Lisboa detido pela PJ

Um jovem de 17 anos ficou este sábado detido na sequência da morte de um segurança à porta de uma discoteca lisboeta, avança a SIC Notícias.

Foi este sábado feita uma detenção na sequência da morte de um segurança noturno ontem, sexta-feira, ao início da tarde, em Lisboa. A informação está a ser avançada pela SIC Notícias, que esclarece que o suspeito tem 17 anos de idade.

Em declarações à agência Lusa, fonte da Polícia Judiciária indicou que o jovem, que já estava identificado, se entregou nas instalações daquela força de autoridade, em Lisboa.

Recorde-se que Nuno Cardoso, de 42 anos de idade, foi baleado mortalmente ao início da tarde de sexta-feira, no final do turno como segurança na discoteca Barrio Latino, em Lisboa.

A vítima que, de acordo com informações prestadas ontem por fonte da PSP ao Notícias ao Minuto, estava habilitada para o exercício da sua profissão, negou entrada a um grupo de pessoas que se aproximaram do estabelecimento noturno quando estava prestes a encerrar.

Um dos elementos do grupo regressou na altura em que a vítima se dirigia para a sua viatura e disparou.

Nuno Cardoso ainda foi transportado para o Hospital de S. José numa viatura privada, por amigos, mas acabaria por falecer já na instituição de saúde.

Este incidente aconteceu, conforme indicou fonte da PSP, “no contexto de um ‘after hours'”, uma festa que se prolonga desde a madrugada até ao início da tarde. A mesma fonte acrescentou que existem “testemunhas oculares do crime”, que neste momento está a ser investigado pela Polícia Judiciária.

Entretanto, hoje, a Câmara Municipal de Lisboa anunciou que vai restringir o horário da discoteca Barrio Latino, após um pedido da PSP e de ter constatado que aquele estabelecimento “tem em curso várias contraordenações de autos de notícias elaborados após fiscalização da Polícia Municipal”.

Também hoje, o ministro da Administração Interna assegurou que o Governo está a trabalhar com a Câmara de Lisboa e as forças de segurança, de forma “concertada”, no caso da discoteca Barrio Latino.

Em novembro, o Ministério da Administração Interna (MAI) mandou encerrar a discoteca Urban Beach, situada próximo da Barrio Latino. A decisão surgiu na sequência de uma reunião com o presidente da Câmara de Lisboa, Fernando Medina.

Na altura, o autarca explicou que a Câmara apenas tem poderes para limitar horários nos estabelecimentos da cidade e não tem competência para encerrá-los.

A decisão do ministro Eduardo Cabrita surgiu após a divulgação de um vídeo com seguranças do estabelecimento a agredir dois jovens. A ordem de encerramento teve também por base as 38 queixas contra a discoteca Urban Beach apresentadas à PSP desde o início do ano por alegadas “práticas violentas ou atos de natureza discriminatória ou racista”. (Noticias ao Minuto)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »