Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

RDC: Presidente Kabila compromete-se em cumprir novo calendário eleitoral

O Presidente Joseph Kabila, da República Democrática do Congo, comprometeu-se hoje, perante os seus homólogos de Angola e do Congo, em cumprir o calendário eleitoral recentemente aprovado, para a estabilização política do país.

A garantia foi dada durante a mini-Cimeira da Troika da Conferência Internacional para a Região dos Grandes Lagos (CIRGL), que juntou, em Brazzaville, os presidentes João Lourenço, Denis Sassou N’Guesso e o próprio.

O ministro angolano das Relações Exteriores, Manuel Augusto, que reportou os resultados da reunião aos jornalistas nacionais, disse que o que se pretende é “evitar que haja convulsões na RDC, pelo que é preciso assegurar ao povo e à comunidade internacional que desta vez o acordo é para cumprir”.

“Este novo calendário é um passo importante para a resolução do problema eleitoral na RDC”, sublinhou Manuel Augusto, que anunciou para breve uma deslocação dos presidentes João Lourenço e Sassou N’Guesso à Kinshasa, para interagiem com todos os actores e apoiarem este esforço.

Angola e o Congo seguirão muito de perto o processo na RDC, no sentido de ajudarem e junto da comunidade internacional poderem ser garantes de que os objectivos que todos almejam (eleições livres e justas) na RDC possam ser alcançados a 23 de Dezembro de 2018.

Em suma, disse, a mini-Cimeira de Brazzaville enquadra-se no âmbito das consultas regulares entre os três chefes de Estado membros da CIGRL e centrou-se precisamente na situação na RDC, que “vive momentos importantes, mas também delicados”, relacionados com a sua estabilização política

O mandato do presidente Kabila termina oficialmente a 19 do corrente mês, por força dos acordos de 31 de Dezembro de 2016, que estabeleciam eleições presidenciais até ao fim do corrente ano. Foram todos os cenários relacionados a isso que motivaram o presente encontro.

De resto, estes propósitos estão também expressos no comunicado final do encontro, no qual os três chefes de Estado reiteram o seu apelo “a todos os actores políticos e da sociedade civil para preservarem a paz e mobilizarem-se para a implementação da agenda eleitoral, no espírito da unidade, serenidade e diálogo”.

Relativamente à análise global da sub-região, a mini-Cimeira debruçou-se sobre os casos da República Centro-Africana (RCA), Sudão do Sul, Burundi e Quénia.

Neste sentido, deplorou a persistência da violência na RDCA e reiterou o apelo à comunidade internacional para que contribua, “de forma mais sólida, no processo de estabilização e reconciliação nacional”.

Para além do ministro das Relações Exteriores, o preisdnte João Lourenço esteve também acompanhado pelo Chefe do Estado-Maior General das Forças Armadas Angolanas (FAA), general Sachipengo Nunda. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »