Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Autoridade Marítima alerta para agravamento do estado do mar no Continente e deixa recomendações

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha alertam para as prováveis consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa oeste de Portugal continental.

A Autoridade Marítima Nacional (AMN) e a Marinha alertam para as prováveis consequências da previsão de agravamento do estado do mar na costa oeste de Portugal continental a partir do final da tarde deste domingo.

O alerta é dirigido em particular a toda a comunidade piscatória e da náutica de recreio que se encontra no mar, em especial a Norte do Cabo da Roca, bem como a toda a população que frequente as zonas costeiras ao longo de toda a faixa litoral oeste do Continente.

“As atuais previsões do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) referentes à provável ocorrência de forte agitação marítima dos quadrantes de Oeste, com altura significativa que podem chegar aos 7 metros nas áreas marítimas mais afastadas a oeste do Continente, terão especial incidência a Norte do Cabo da Roca a partir do final da tarde de hoje”, refere uma nota publicada na página da Internet da AMN.

Segundo a AMN, estas condições meteorológicas adversas vão estender-se a toda a costa oeste do Continente entre segunda e quarta-feira, sendo que a agitação marítima forte deverá começar a diminuir ao longo da madrugada de quarta-feira.

“Assim, à população em geral, recomenda-se que se abstenham da prática de passeios junto à costa e nas praias, bem como da prática de atividades lúdicas nas zonas expostas à agitação marítima. Aos pescadores lúdicos de pesca à cana aconselha-se cautela, evitando pescar junto a zonas de arriba nas frentes costeiras atingidas pela rebentação das ondas”, frisa a AMN.

À comunidade piscatória e à comunidade da náutica de recreio, que se encontrem em atividade no mar, a AMN aconselha “o eventual regresso ao porto de abrigo mais próximo e a adoção de medidas de precaução”.

A AMN aconselha ainda a manter um estado de vigilância permanente e o acompanhamento da evolução da situação meteorológica e dos avisos à navegação e de previsão meteorológica radiodifundidos pela Marinha relativos à previsão meteorológica do IPMA, bem como outras informações das capitanias dos portos sobre as condições de acesso aos portos, evitando sair para o mar até que as condições melhorem.

Os meios navais da Marinha e os meios marítimos da Autoridade Marítima Nacional, designadamente das Estações Salva-Vidas, encontram-se em permanente alerta e em prontidão para responder a pedidos de socorro no mar.

O IPMA colocou este domingo oito distritos do continente em aviso vermelho a partir do final do dia, por vento muito forte, com rajadas superiores a 130 quilómetros/hora nas terras altas, devido à chegada da tempestade Ana. (Observador)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »