- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Destaques Palestina não vai negociar com EUA até cancelamento da decisão de Trump...

Palestina não vai negociar com EUA até cancelamento da decisão de Trump sobre Jerusalém

A decisão radical de Donald Trump de reconhecer Jerusalém como capital israelita provocou forte condenação por parte da Palestina, e o seu líder, Mahmoud Abbas, avisou sobre graves consequências no processo de paz na região.

O embaixador palestino na Rússia, Abdel Hafiz Nofal, declarou nesta sexta-feira (8) que a Palestina não pode aceitar que os EUA atuem como mediadores nas negociações sobre a solução do conflito entre Israel e seu país, acrescentando que Palestina está buscando novos intermediários.

“Para mim, como palestino que representa Mahmoud Abbas na Rússia, os EUA não podem mais ser considerados intermediários, estamos à procura de outros”, declarou Abdel Hafiz Nofal.

“Do nosso ponto de vista, Estados Unidos perderam valor como intermediários”, continuou.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, anunciou o reconhecimento de Jerusalém como capital israelita, bem como a transferência da embaixada norte-americana de Tel Aviv para a cidade sagrada.

Ao responder à pergunta se Palestina vai se opor à participação norte-americana no novo formato teórico, o embaixador disse: “Com certeza”. “A única condição trata-se do cancelamento da decisão sobre Jerusalém”, frisou. (Sputnik)

- Publicidade -
- Publicidade -

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...
- Publicidade -

Marcos fronteiriços geram confrontos entre forças militares angolanas e congolesas

Autoridades congolesas fazem «mea-culpa» aos incidentes que têm ocorrido na zona fronteiriça e prometem trabalho conjunto para afastar cenários idênticos. A inexistência de marcos fronteiriços...

Espionagem: os telefones ultra-seguros dos presidentes africanos

Entre a vigilância de oponentes e terroristas, o suculento mercado de espionagem em África Em África, o mercado das “orelhas grandes” está a crescer....

Boston vence Heat e reduz desvantagem

Ao vencerem na madrugada deste domingo os Miami Heat, por 117-106, os Boston Celtic reduziram para 1-2 a desvantagem nos "play-offs" a melhor de...

Notícias relacionadas

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...

Marcos fronteiriços geram confrontos entre forças militares angolanas e congolesas

Autoridades congolesas fazem «mea-culpa» aos incidentes que têm ocorrido na zona fronteiriça e prometem trabalho conjunto para afastar cenários idênticos. A inexistência de marcos fronteiriços...

Espionagem: os telefones ultra-seguros dos presidentes africanos

Entre a vigilância de oponentes e terroristas, o suculento mercado de espionagem em África Em África, o mercado das “orelhas grandes” está a crescer....

Boston vence Heat e reduz desvantagem

Ao vencerem na madrugada deste domingo os Miami Heat, por 117-106, os Boston Celtic reduziram para 1-2 a desvantagem nos "play-offs" a melhor de...

Porto entra a vencer no Dragão

O FC do Porto recebeu e venceu sábado, no estádio do dragão o Braga por 3-1, jogo referente a primeira jornada da Liga Nos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.