InicioMundo LusófonoGuiné-BissauProibição de manifestação da oposição em Bissau

Proibição de manifestação da oposição em Bissau

A polícia guineense proibiu hoje a realização em Bissau da marcha do colectivo de 18 partidos de oposição que criticam o Presidente guineense, invocando ter recebido ordens neste sentido por parte da Procuradoria-Geral da República.

Ao referir que a Constituição guineense “não prevê a realização de manifestações a qualquer momento”, a Procuradoria-Geral da República acrescentou ainda que de acordo com a lei “os cortejos e desfiles de cidadãos só são permitidos aos domingos e feriados” e aos sábados “a partir das 13 horas e em dias úteis só depois das 19 horas”.

Alguns activistas e responsáveis políticos do colectivo, tais como Agnello Regalla e Nuno Nabian chegaram a concentrar-se no ponto de partida da manifestação, na chapa de Bissau, a três quilómetros do centro da cidade, mas acabaram por ser dispersos pelas forças da ordem. Ao qualificar esta medida de “ilegal”, os dois líderes políticos garantiram que o Presidente e o seu executivo “serão responsabilizados perante a comunidade internacional”.

Refira-se que o colectivo de partidos de oposição prevê ainda realizar outra marcha esta sexta-feira, assim como para a semana que vem nos dias 14 e 15 de Dezembro. Mais pormenores com Mussa Baldé. (RFI)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.