Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Parlamento australiano aprova casamento entre pessoas do mesmo sexo

O Parlamento australiano aprovou hoje o projeto lei sobre a legalização do casamento entre pessoas do mesmo sexo, a última iniciativa legislativa para que as uniões se possam celebrar no país.

A Câmara Baixa aprovou hoje o projeto do senador liberal Dean Smith que tinha sido apresentado na semana passada no Senado.

A iniciativa foi apresentada depois de ter sido realizada uma consulta popular através dos correios (não vinculativa) em que a maioria dos participantes se mostraram favoráveis ao casamento entre duas pessoas do mesmo sexo sendo que o reconhecimento definitivo fica apenas dependente da ratificação protocolar por parte do governador geral.

“Que grande dia, que grande dia para o amor, para a igualdade e para o respeito. A Austrália conseguiu!”, disse o primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull antes da votação.

O líder da oposição, Bill Shorten afirma na mesma altura que “a Austrália do futuro começa com o que for feito hoje”.

A lei foi recebida por uma ampla maioria pois apenas quatro legisladores votaram contra.

A aprovação do projeto lei na Câmara Baixa foi recebida com aplausos e nas galerias os cidadãos presentes entoaram a canção “We are australians” (“Nós somos australianos”).

Vários deputados levavam bandeiras com as cores do arco-íris, símbolo da comunidade LGTBIQ (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Transexuais e “Queres”) enquanto no exterior do edifício uma multidão aguardava o momento da votação.

“A reforma histórica vai entrar em vigor no sábado, dia 09 de dezembro de 2017”, refere um comunicado do procurador-geral da Austrália, George Branis, citado pela cadeia de televisão e rádio ABC.

A reforma que faz da Austrália o vigésimo quinto Estado que legaliza os casamentos entre pessoas do mesmo sexo altera a última lei de matrimónios australiano que data de 1961. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »