Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Gabão: Magistrados denunciam interferências de executivo

Os magistrados gaboneses denunciaram as interferências “intempestivas” do poder executivo nos seus trabalhos, que prejudicam a “independência da justiça”, segundo eles.

O Sindicato Nacional dos Magistrados do Gabão (Synamag) realizou quarta-feira no palácio de justiça de Libreville uma conferência de imprensa “para denunciar mais uma vez e com a maior firmeza a interferência involuntária do poder executivo no judiciário”, citado pela AFP.

O presidente do sindicato, Germain Nguema Ella, citou em particular o caso de um “magistrado, instrutor num caso que certamente interessa ao poder executivo”.

“Ele foi ordenado a passar a noite no Ministério da Justiça para fornecer explicações sobre os motivos da libertação provisória do acusado”, disse Nguema Ella.

O ministro teria se envolvido em interrogatórios humilhantes e degradantes, chegando a acusar o magistrado de ter colectado somas de dinheiro em troca dessa liberação”, afirmou, sem dar mais informação precisas sobre o caso em questão.

De acordo com o sindicato, o ministro também levantou a ameaça de suspensão do magistrado.

O Synamag, citando a Constituição gabonesa, sublinha que os juízes estão sujeitos no exercício das suas funções somente à autoridade da lei”, lembrou o Synamag, citando a Constituição gabonesa.

No final de Novembro, a mesma união já havia questionado o Ministério da Justiça sobre a necessidade imperativa de interromper toda interferência, qualquer interferência, qualquer intervenção que possa prejudicar a independência da justiça”. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »