InicioDesportoAndebolÉ preciso acreditar

É preciso acreditar

A Selecção Nacional sénior feminina “Pérolas” começa hoje a fase decisiva da participação no campeonato do mundo, caso consiga concretizar o objectivo de manter ou melhorar a classificação obtida na edição anterior da competição. Acabou a margem de erros para a equipa comandada pelo dinamarquês Morten Soubak. Restam as finais.

A inesperada vitória da Eslovénia sobre a França obriga a Selecção Nacional a ter vitória sobre as eslovenas e, depois, ganhar o Paraguai com um coeficiente maior de golos. Tudo isso tem efeito, apenas, se a Eslovénia não ganhar à Espanha.
Estas contas podem colocar Angola na quarta posição do grupo. Nesta condição, a equipa nacional ia encontrar-se com a Noruega, campeã mundial. Morte certa!

Mas contas são contas. Hoje, a equipa é obrigada a ganhar a Eslovénia, quando às 14h00 se defrontarem para a terceira jornada do grupo preliminar A.

Para tal, as Pérolas têm de melhorar os níveis de concentração e reencontrar a matriz do seu jogo ofensivo, que é o contra-ataque. Retirar as amarras tácticas e deixar fluir a capacidade técnica das jogadoras. Encontrar fórmulas para o jogo ofensivo funcionar na zona da pivot.

Defensivamente, há que ter cuidados especiais para anular a meia-distância eslovena Ana Gros, uma das melhores marcadoras do campeonato mundial.

Ontem, o seleccionador nacional teve o dia de folga para melhorar todos os aspectos negativos que a equipa mostrou nos jogos anteriores. Aliás, a falta de concentração é um dos itens elencados por Morten Soubak, no final do jogo com as francesas.
A jornada prossegue às 18h00 com a partida entre a França e o Paraguai. Às 20h30, a Roménia joga com a Espanha para fechar o dia em Trier.

No grupo B, o cartaz de hoje vai para o jogo Noruega – República Checa. A abrir, a Argentina defronta a Hungria, enquanto a República Checa vai jogar com a Suécia.
Rússia e Brasil, duas antigas campeãs mundiais, jogam no cartaz do grupo C. Montenegro joga com Japão e a Dinamarca com a Tunísia.

O duelo entre portadores de olhos rasgados, entre as coreanas e as chinesas, é o jogo mais apetecível do grupo D. A Holanda joga com os Camarões e, no jogo grande do grupo, a Alemanha vai ter a oposição da Sérvia.

VITÓRIAS NA PROVA
Dinamarqueses superam Soubak

O seleccionador nacional Morten Soubak é o único dos seis técnicos dinamarqueses que comandam as equipas na 23ª edição do campeonato do mundo, cuja equipa não adquiriu qualquer ponto, à entrada da terceira jornada da prova. Além de Angola, o Japão, a Holanda e a própria Dinamarca são orientadas por treinadores dinamarqueses.

Ulrik Kirkely orienta o Japão e começou a prova com empate (28-28) diante do Brasil, antiga equipa de Soubak. Ulrik Kirkely foi, na verdade, o único dinamarquês que pontuou na primeira jornada e perdeu na ronda seguinte para a Dinamarca de Clavs Bruun por expressivos 18-32.

Clavs Bruunm, que orienta o seu país, também começou a prova com derrota por 24-31 diante de Montenegro.
A única senhora treinadora no campeonato mundial, Helle Thomsen, também da Dinamarca, orienta a Holanda. Consentiu derrota na abertura (22-24) diante da Coreia do Sul, mas corrigiu o tiro na segunda jornada e goleou a China por 40-15.
Morten Soubak está à frente das angolanas, perdeu por 24-28 para a Espanha e foi goleado no jogo com a França na segunda jornada.

Dos quatro treinadores dinamarqueses em prova, apenas Soubak tem andanças mundialista. Em 2013, chegou a campeão mundial com o Brasil.

Ulrik Kirkely estreia-se como seleccionador com o Japão. Clavs Bruun comanda a Dinamarca desde 2015 e já obteve o 6º e 4º lugares nos “europeus” de 2015 e 2016. Helle Tomsen comandou a Suécia que ficou em 8º lugar do europeu de 2016. Agora, assume a Holanda.
Outros dinamarqueses Kim Rasmunsen e Jesper Holmris orientam a Hungria e a China. (Jornal dos Desportos)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.