- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Desporto Andebol É preciso acreditar

É preciso acreditar

A Selecção Nacional sénior feminina “Pérolas” começa hoje a fase decisiva da participação no campeonato do mundo, caso consiga concretizar o objectivo de manter ou melhorar a classificação obtida na edição anterior da competição. Acabou a margem de erros para a equipa comandada pelo dinamarquês Morten Soubak. Restam as finais.

A inesperada vitória da Eslovénia sobre a França obriga a Selecção Nacional a ter vitória sobre as eslovenas e, depois, ganhar o Paraguai com um coeficiente maior de golos. Tudo isso tem efeito, apenas, se a Eslovénia não ganhar à Espanha.
Estas contas podem colocar Angola na quarta posição do grupo. Nesta condição, a equipa nacional ia encontrar-se com a Noruega, campeã mundial. Morte certa!

Mas contas são contas. Hoje, a equipa é obrigada a ganhar a Eslovénia, quando às 14h00 se defrontarem para a terceira jornada do grupo preliminar A.

Para tal, as Pérolas têm de melhorar os níveis de concentração e reencontrar a matriz do seu jogo ofensivo, que é o contra-ataque. Retirar as amarras tácticas e deixar fluir a capacidade técnica das jogadoras. Encontrar fórmulas para o jogo ofensivo funcionar na zona da pivot.

Defensivamente, há que ter cuidados especiais para anular a meia-distância eslovena Ana Gros, uma das melhores marcadoras do campeonato mundial.

Ontem, o seleccionador nacional teve o dia de folga para melhorar todos os aspectos negativos que a equipa mostrou nos jogos anteriores. Aliás, a falta de concentração é um dos itens elencados por Morten Soubak, no final do jogo com as francesas.
A jornada prossegue às 18h00 com a partida entre a França e o Paraguai. Às 20h30, a Roménia joga com a Espanha para fechar o dia em Trier.

No grupo B, o cartaz de hoje vai para o jogo Noruega – República Checa. A abrir, a Argentina defronta a Hungria, enquanto a República Checa vai jogar com a Suécia.
Rússia e Brasil, duas antigas campeãs mundiais, jogam no cartaz do grupo C. Montenegro joga com Japão e a Dinamarca com a Tunísia.

O duelo entre portadores de olhos rasgados, entre as coreanas e as chinesas, é o jogo mais apetecível do grupo D. A Holanda joga com os Camarões e, no jogo grande do grupo, a Alemanha vai ter a oposição da Sérvia.

VITÓRIAS NA PROVA
Dinamarqueses superam Soubak

O seleccionador nacional Morten Soubak é o único dos seis técnicos dinamarqueses que comandam as equipas na 23ª edição do campeonato do mundo, cuja equipa não adquiriu qualquer ponto, à entrada da terceira jornada da prova. Além de Angola, o Japão, a Holanda e a própria Dinamarca são orientadas por treinadores dinamarqueses.

Ulrik Kirkely orienta o Japão e começou a prova com empate (28-28) diante do Brasil, antiga equipa de Soubak. Ulrik Kirkely foi, na verdade, o único dinamarquês que pontuou na primeira jornada e perdeu na ronda seguinte para a Dinamarca de Clavs Bruun por expressivos 18-32.

Clavs Bruunm, que orienta o seu país, também começou a prova com derrota por 24-31 diante de Montenegro.
A única senhora treinadora no campeonato mundial, Helle Thomsen, também da Dinamarca, orienta a Holanda. Consentiu derrota na abertura (22-24) diante da Coreia do Sul, mas corrigiu o tiro na segunda jornada e goleou a China por 40-15.
Morten Soubak está à frente das angolanas, perdeu por 24-28 para a Espanha e foi goleado no jogo com a França na segunda jornada.

Dos quatro treinadores dinamarqueses em prova, apenas Soubak tem andanças mundialista. Em 2013, chegou a campeão mundial com o Brasil.

Ulrik Kirkely estreia-se como seleccionador com o Japão. Clavs Bruun comanda a Dinamarca desde 2015 e já obteve o 6º e 4º lugares nos “europeus” de 2015 e 2016. Helle Tomsen comandou a Suécia que ficou em 8º lugar do europeu de 2016. Agora, assume a Holanda.
Outros dinamarqueses Kim Rasmunsen e Jesper Holmris orientam a Hungria e a China. (Jornal dos Desportos)

- Publicidade -
- Publicidade -

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...
- Publicidade -

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Notícias relacionadas

Jovem malaia luta pelo direito de não usar véu islâmico

A decisão de deixar de usar o véu islâmico e denunciá-lo como uma obrigação patriarcal valeu a Maryam Lee muitas críticas e uma investigação...

Mãe queima mão do filho por furto de telemóvel

Uma cidadã de 27 anos de idade queimou a mão direita do seu filho de 12 anos num fogareiro, no Lubango, província da Huíla,...

EUA: Substituição da juíza Ruth Bader Ginsburg opõe democratas e republicanos

A substituição de Ruth Bader Ginsburg, juíza do Supremo Tribunal Federal de Justiça e ícone progressista a favor dos direitos das mulheres, das minorias...

Pandemia transtorna Angola há seis meses

Completam-se hoje, 21 de Setembro, seis meses desde que foram anunciados, pela voz da ministra da Saúde, Sílvia Lutucuta, os dois primeiros casos positivos...

Mulher infectada com Covid contagiou 15 pessoas em voo

Uma mulher, infectada com Covid-19, teria propagado o vírus a outros 15 passageiros de um voo internacional entre Londres e o Vietname, de acordo...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.