- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Política “Não é fácil reestruturar a Angola Telecom” - José Carvalho da Rocha

“Não é fácil reestruturar a Angola Telecom” – José Carvalho da Rocha

Empresa está a ser gerida por uma direcção interina desde o ano passado. Ministro reitera responsabilidades de a tornar competitiva, mas reconhece estar “preocupado”.

A reestruturação da Angola Telecom “não está a ser um processo fácil” pelo estado em que se encontra, e o Executivo está “bastante preocupado” com a empresa, reconheceu o ministro das Telecomunicações e Tecnologias de Informação e Comunicação, em conferência de imprensa.

Apesar de admitir as dificuldades, José Carvalho da Rocha não rejeita a “responsabilidade de fazer com que a Angola Telecom seja uma empresa importante no mosaico de operadoras do mercado”.

O governante evitou confirmar se a empresária Isabel dos Santos coordena, efectivamente, a reestruturação da empresa como se veiculou no início do processo, no ano passado. “Está apenas a ser monitorada pelo Estado e apenas pelo Estado”, reafirmou, esquivando-se a referir o nome ou a participação de Isabel dos Santos no processo de reestruturação da Angola Telecom.

A operadora, que tem apresentado resultados financeiros sucessivamente negativos, tem uma direcção interina desde o início do ano passado.

O Estado desencadeou procedimentos para a privatização de 45% do capital da empresa, que, entretanto, já recebeu o título que a habilita a funcionar como terceiro operador da rede móvel nacional.

A alienação insere-se no recente ‘Plano Intercalar’ aprovado pelo Presidente da República. Mas a ideia de privatizar a empresa e vender os activos não é nova. Em decisão governamental, assinada pelo ex-Presidente da República, José Eduardo dos Santos, no início do ano passado, o Executivo criou uma comissão interministerial responsável por conduzir o processo de reestruturação da Angola Telecom que previa a identificação, em 90 dias, dos activos da empresa a alienar.

Num edital tornado público pelo Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação, na semana passada, o Governo confirma a atribuição à Angola Telecom do Título Global Unificado, que transforma a empresa no “terceiro operador de telefonia móvel, além de estar permitida a prestar qualquer serviço de comunicações electrónicas, com base em qualquer tipo de tecnologia”, ao abrigo do Plano Estratégico sobre o Regime de Licenciamento dos operadores de comunicações electrónicas (PERL), aprovado em Junho de 2016.

A Angola Telecom é uma empresa pública de telecomunicações e multimédia, fundada em 1992, resultado da fusão da ENATEL e EPTEL, e disponibiliza serviços comerciais de voz e dados. (Valor Económico)

- Publicidade -
- Publicidade -

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...
- Publicidade -

Marcos fronteiriços geram confrontos entre forças militares angolanas e congolesas

Autoridades congolesas fazem «mea-culpa» aos incidentes que têm ocorrido na zona fronteiriça e prometem trabalho conjunto para afastar cenários idênticos. A inexistência de marcos fronteiriços...

Espionagem: os telefones ultra-seguros dos presidentes africanos

Entre a vigilância de oponentes e terroristas, o suculento mercado de espionagem em África Em África, o mercado das “orelhas grandes” está a crescer....

Boston vence Heat e reduz desvantagem

Ao vencerem na madrugada deste domingo os Miami Heat, por 117-106, os Boston Celtic reduziram para 1-2 a desvantagem nos "play-offs" a melhor de...

Notícias relacionadas

Isabel dos Santos e Sindika Dokolo envolvidos em investigação internacional aos grandes bancos

Numa nova investigação do Consórcio Internacional de Jornalistas, a filha do ex-presidente de Angola é alvo de dois relatórios sobre atividades suspeitas, ambos de...

Marcos fronteiriços geram confrontos entre forças militares angolanas e congolesas

Autoridades congolesas fazem «mea-culpa» aos incidentes que têm ocorrido na zona fronteiriça e prometem trabalho conjunto para afastar cenários idênticos. A inexistência de marcos fronteiriços...

Espionagem: os telefones ultra-seguros dos presidentes africanos

Entre a vigilância de oponentes e terroristas, o suculento mercado de espionagem em África Em África, o mercado das “orelhas grandes” está a crescer....

Boston vence Heat e reduz desvantagem

Ao vencerem na madrugada deste domingo os Miami Heat, por 117-106, os Boston Celtic reduziram para 1-2 a desvantagem nos "play-offs" a melhor de...

Porto entra a vencer no Dragão

O FC do Porto recebeu e venceu sábado, no estádio do dragão o Braga por 3-1, jogo referente a primeira jornada da Liga Nos...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.