Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

BNA elimina obrigação de bancos “reterem” kwanzas na compra de divisas

O Banco Nacional de Angola (BNA), decidiu acabar com a obrigação de se constituírem cativos em moeda nacional nas operações de compra de divisas, medida adoptada no âmbito da estratégia de combate à inflação.

A decisão resulta da 73.ª Sessão do Comité de Política Monetária (CPM) do Banco Nacional de Angola, realizada na passada quinta-feira, 30 de Novembro.

Segundo uma nota de imprensa divulgada pelo banco central, à qual o Novo Jornal Online teve acesso, a “remoção da necessidade de constituição de cativos em moeda nacional” é uma das medidas de política monetária adoptadas “com o propósito de reverter o actual processo inflacionista”.

De acordo com a mensagem, o CPM eliminou a obrigação dos bancos comerciais de constituir cativos em moeda nacional para efeitos de compra de divisas ao BNA. “Adicionalmente, decidiu pôr termo à obrigação dos clientes dos bancos comerciais de constituir cativos em moeda nacional como condição prévia para a compra de moeda estrangeira”, lê-se no comunicado.

Para conter os altos níveis de inflação acumulada, o BNA decidiu igualmente aumentar a taxa de juro de 16% para 18%, após ano e meio sem qualquer mexida ; adoptar a base monetária em moeda nacional como variável operacional da Política Monetária; e alterar o mecanismo de constituição das reservas obrigatórias em moeda nacional.

Neste domínio, “o coeficiente das reservas obrigatórias a ser aplicado sobre os depósitos dos clientes dos bancos comerciais, em moeda nacional, será reduzido de 30% para 21%”, a excepção das contas do Governo Central, dos Governos Locais e das Administrações Municipais.

Ao mesmo tempo, o CPM determinou que “passam a ser elegíveis para efeitos de dedução do cumprimento das reservas obrigatórias em moeda nacional, exclusivamente, 80% dos desembolsos de créditos em moeda nacional, concedidos a projectos dos sectores da agricultura, pecuária, silvicultura e pescas”. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »