- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Angola Sociedade Agência militar dos EUA investe 100 milhões na extinção genética

Agência militar dos EUA investe 100 milhões na extinção genética

A tecnologia, que está a ser desenvolvida pela DARPA, poderia ser usada para erradicar os mosquitos que transportam a malária e outras pragas, mas especialistas da ONU receiam que também possa vir a ser usada para fins militares.

A Defense Advanced Research Projects Agency (DARPA), agência norte-americana que investiga e desenvolve novas tecnologias para uso militar, está a investir 100 milhões de dólares em tecnologias de extinção genética, que pode acabar com os mosquitos transmissores de malária, roedores invasivos e outras espécies, noticia o jornal britânico “The Guardian”.

O jornal cita e mails da DARPA, que sugerem que a agência é o maior financiador mundial da investigação em tecnologia de extinção genética, o que vai aumentar as tensões na reunião de especialistas da ONU, que, esta terça-feira, começa em Montreal, no Canadá, onde decorre até dia 8.

A Convenção das Nações Unidas sobre Diversidade Biológica está a debater se impõe uma moratória à investigação genética no próximo ano.

Enquanto alguns países do sul temem no futuro uma possível aplicação militar da tecnologia, cientistas alertam não só para o uso indevido dessa tecnologia, mas também para as consequências que poderão advir. “Poderemos ser capazes de erradicar o vírus ou até mesmo toda a população de mosquitos, mas isso também terá consequências de natureza ecológica sobre as espécies que dependem deles”, explicou um especialista ao “The Guardian”.

Na DARPA, que depende do Departamento de Defesa dos EUA, nasceu muita da tecnologia de ponta atualmente em uso, incluindo a criação da própria Internet. (Jornal Económico)

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.