- Publicidade-
Smooth Jazz Rádio Calema
Inicio Mundo Lusófono Portugal Presidente da República compromete-se a analisar caso de professores

Presidente da República compromete-se a analisar caso de professores

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, comprometeu-se hoje a analisar o caso de um grupo de professores que se manifestaram na praça dos Restauradores, Lisboa, no final da cerimónia comemorativa do 1.º de Dezembro.

Cerca de meia centena de professores, com cartazes a reclamar “respeito” e “justiça”, procurou chegar à fala com o Presidente da República, que assistiu à cerimónia, mas não discursou, ao contrário do ano anterior, para lhe fazer chegar um protesto sobre a sua situação laboral.

Marcelo Rebelo de Sousa foi abordado por duas professoras da região norte do país, que afirmaram, em lágrimas, que os docentes estão “indignados e revoltados” e questionaram “porque é que o ministro da Educação” não as recebe.

As professoras referiram que foram “lesadas” pelo concurso de mobilidade interna de agosto, que excluiu os horários incompletos, sendo colocadas em áreas mais longe da residência. Na fase seguinte do concurso, dizem, esses horários já foram incluídos, acabando por deles beneficiar outros professores menos graduados.

Uma situação que Paulo Fazenda, um dos professores que estava no local, disse ser “ilegal”.

Segundo as docentes está em preparação um anteprojeto de decreto-lei que “não resolve a situação” daqueles trabalhadores, diploma que Marcelo Rebelo de Sousa pediu para lhe ser entregue.

Questionado pela Lusa, o Presidente da República assegurou que irá analisar a situação: “Vou analisar porque eu não conhecia este projeto, vou ver”, disse.

Perante as professoras, que ouviu durante quase dez minutos, Marcelo Rebelo de Sousa comprometeu-se a analisar o diploma, ouvindo que é, para aqueles profissionais, “a única esperança”.

A cerimónia comemorativa da restauração da independência, que se assinala hoje, decorreu na Praça dos Restauradores, Lisboa. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

- Publicidade -
- Publicidade -

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...
- Publicidade -

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Notícias relacionadas

[Análise] Como estão os líderes empresariais africanos a lidar com a crise do coronavírus?

Pessimismo no futuro imediato, mas confiança no futuro do continente a longo prazo: esta é a conclusão da segunda edição do barómetro sobre o...

China garante que OMS deu aval ao uso de vacinas que ainda estão em estudo

As autoridades chinesas dizem que a Organização Mundial da Saúde deu apoio e aceitou a administração de vacinas experimentais que estão a ser desenvolvidas...

Covid-19: Grupo de 34 reclusos infetados foge de prisão no Brasil

Um grupo de 34 presos, infetados com covid-19, fugiu esta terça-feira através de um túnel de uma prisão no Brasil, com graves problemas de...

Zimbabwe aceita devolver terras a fazendeiros brancos

O Governo zimbabweano está a elaborar um plano para possibilitar a devolução, a milhares de fazendeiros brancos, das terras que lhes foram violentamente retiradas...

Inacom e parceiros criam plataforma de diálogo

O Instituto Angolano das Comunicações (INACOM), as operadoras e as associações dos consumidores, decidiram, a partir desta quinta-feira, em Luanda, a criação de uma...
- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.