Vítimas de inundações rejeitam indemnização proposta por Governo na Serra Leoa

As vítimas das inundações de 14 de Agosto último, na Serra Leoa, exprimiram as suas frustrações em relação ao montante que o Governo serraleonês decidiu conceder-lhes para a sua reinstalação.

“Lançamos um apelo ao Governo para que esta soma seja aumentada. O montante proposto é insuficiente para alimentar as nossas famílias e suportar o arrendamento de uma casa”, confiou à PANA, este fim de semana, um sobrevivente da catástrofe.

Três mil é o número de vítimas registadas das inundações de 14 de agosto nos diferentes campos criados no país. O Governo anunciou recentemente o encerramento de todos os campos até 15 de novembro corrente, tendo como medida de acompanhamento um plano de reinstalação de 290 dólares americanos e ustensílios de casa para cada chefe de família.

O gabinete serraleonês da Segurança Nacional não revelou o número de chefes de família beneficiários do plano de ajuda, mas indicou que o tamanho das famílias varia de três a oito membros no máximo.

Sem um plano de reinstalação, a maioria destas famílias arriscam-se a viver nas ruas ou nas zonas de riscos pelo país, segundo as autoridades serraleonesas. (Panapress)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »