Radio Calema
InicioAngolaSociedadeTribunal provincial retoma julgamento

Tribunal provincial retoma julgamento

O Tribunal Provincial de Luanda retoma hoje, o julgamento do réu Nilton Saraiva Francisco e dos restantes declarantes do processo de desvio de dinheiro doado pelo Fundo Global, destinado ao combate à malária em Angola.

Na semana passada, o réu Mauro Felipe, um dos supostos co-autores do desvio de dinheiro, afirmou, perante o tribunal, ter devolvido 584. 850 dólares depois de receber uma correspondência do Ministério da Saúde a solicitar a devolução do montante.
Ouvido no Tribunal Provincial de Luanda, sobre este processo, o réu disse ter recebido da Unidade Técnica de Gestão do Fundo Global, entidade afecta ao Ministério da Saúde, duas transferências de 266.370 dólares e de 318.480 dólares em 2013, para elaboração de material de publicidade da campanha de sensibilização.

Esses montantes foram devolvidos por não ter sido feita a publicidade e possíveis irregularidades no envio dos valores, mas, segundo o réu, o trabalho não foi feito porque o conteúdo da campanha não tinha sido enviado.

Mauro Felipe, proprietário da empresa EM – Gestinfortec, referiu que tinha contrato de prestação de serviços e consultoria com o Ministério da Saúde, tendo, por esta via, concretizado a compra de material informático para Unidade Técnica de Gestão do Fundo Global.

Deste serviço, recebeu 167.457 dólares, usados na compra de duas viaturas e material de construção. Os bens estão já sob tutela do Ministério Público.

Sobre os 18 milhões de kwanzas transferidos para a sua conta, pela empresa Soccopress, de que é proprietária a esposa e co-ré Sónia Neves, Mauro Filipe disse desconhecer.
O Ministério Público acusa Sónia Carla de Oliveira Neves, Nilton Saraiva Francisco e Mauro Filipe de desvio de fundos destinados para o combate da malária, avaliados em mais de 160 milhões de Kwanzas e cerca de 500 mil dólares norte-americanos. (Jornal de Angola)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.