Radio Calema
InicioDestaquesCooperação China-África em análise em Beijing

Cooperação China-África em análise em Beijing

A implementação do plano de acção da Cimeira de Joanesburgo e a 6ª Conferência Ministerial do fórum para cooperação Africa-China foram avaliadas este fim-de-semana em Beijing na 12ª reunião de oficiais seniores do fórum de cooperação China-Africa (FOCAC).

A Cimeira de Joanesburgo e a 6ª Conferência Ministerial do fórum para cooperação Africa-Chinaque tiveram lugar na cidade sul-africana em 2015 e contou com a participação de chefes de Estados e de Governos africanos e o Presidente chines, Xi Jinping.

A 12ª reunião de oficiais seniores reuniu 52 representantes dos estados africanos, da comissão da União Africana, das Nações Unidas, Liga Árabe e do Banco de Desenvolvimento Africano que reconheceram que as relações entre a China e a África entraram numa nova etapa de desenvolvimento na cooperação de benefício mútuo.

Os africanos manifestaram a sua satisfação pelo facto do partido comunista chinês se comprometer em forjar uma nova forma de relações internacionais, construir uma comunidade com um futuro comum para a humanidade de modo que a nova era de desenvolvimento da China sirva de impulso á cooperação e ofereça novas oportunidades ao continente africano.

A delegação angolana ao evento integrou o ministro conselheiro e o conselheiro da embaixada de Angola na República Popular da China, respectivamente, Sérgio Neto e Virgílio Zulumongo além da representante comercial de Angola neste país asiático, Filipa Gaspar.

A China é o maior parceiro comercial de África desde 2009. Os investimentos da China superaram os 100 biliões de dólares em 2016.

Em 2017 o comércio entre as duas partes podem atingir os 180 biliões de dólares.

Os investimentos chineses no continente africano se diversificaram nas áreas de negócios, desde a construção, mineração até as industrias emergentes como manufacturas, finanças, tecnologia de informação e internet. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.