Radio Calema
InicioMundoÁfricaMugabe vai deixar Presidência a troco de imunidade, diz CNN

Mugabe vai deixar Presidência a troco de imunidade, diz CNN

Televisão americana diz que o líder do Zimbabwe já escreveu a carta de demissão.

O Presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, concorda em deixar a liderança do país e já escreveu a sua carta de demissão, noticia a CNN, citando uma fonte conhecedora das negociações com os militares.

Segundo os termos deste acordo, a Mugabe e à mulher, Grace, será garantida imunidade total, além de conservarem as suas propriedades.O Presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, concorda em deixar a liderança do país e já escreveu a sua carta de demissão, noticia a CNN, citando uma fonte conhecedora das negociações com os militares.

Segundo os termos deste acordo, a Mugabe e à mulher, Grace, será garantida imunidade total, além de conservarem as suas propriedades.

Duas fontes do Governo também disseram à Reuters no domingo à noite que Mugabe tinha concordado em sair, mas não sabiam os detalhes do acordo.

Estas novas informações, ainda por confirmar oficialmente, surgem depois de Mugabe ter feito no domingo uma declaração ao país, em que, ao contrário do esperado, não se demitiu, ficando à mercê de um impeachment, depois de ter sido demitido da presidência do seu partido.

Já nesta manhã de segunda-feira, fontes oficiais garantiram que o discurso do Presidente de 93 anos teve como objectivo “deixar claro” que a intervenção militar não foi um golpe de Estado. As mesmas fontes afirmam ainda que Mugabe já tencionava resignar antes do discurso de domingo, mas que foi o partido da União Nacional Africana do Zimbabwe-Frente Nacional (ZANU-PF) que não quis, para que o anúncio não acontecesse em frente aos generais do Exército.

Também nesta manhã, a Universidade de Zimbabwe anunciou que iria adiar os exames. Nas instalações académicas, vários estudantes entoam cânticos anti-Mugabe, detalha a Reuters.

O Presidente do Zimbabwe tinha até ao meio-dia para abandonar a liderança do país ou enfrentar a abertura de um processo de destituição pelo Parlamento. O prazo já terminou e até agora não há novidades. (Público)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.