Radio Calema
InicioAngolaRegiõesEPAL garante mais água potável para Luanda até 2020

EPAL garante mais água potável para Luanda até 2020

Trinta e um projectos para o aumento da capacidade e distribuição de água potável encontram-se em execução em Luanda, garantindo melhor abastecimento aos cidadãos até 2020.

Destes projectos destaca-se o reforço dos sistemas periféricos que abrangem a localidade do Panguila, Funda, Caop velha (Cacuaco), km-32 até Maria Teresa (Icolo e Bengo), com a colocação de uma conduta de água com diâmetro de 315 milímetros, num percurso de 81 quilómetros de distância.

A par deste sistema estão construídos, em 110 quilómetros, uma rede com 81 fontenários, com realce para localidade do km-44 com 31, Botomona 3, Catete 13, Domingos João 2, Calomboloca 4, Caxicane 4. Prevê-se também a construção de 21 fontanários nos arredores de Maria Teresa e 17 nos km-35, 38, respectivamente.

Dos planos da EPAL consta a construção e a montagem de um Buster (electrobomba de grande potência) na localidade de Banza-quitele que deve bombear água da Estação de Tratamento da comuna de Cabíri, para abastecer as localidades de Fotosacala, Minhinge e Kingongo.

Os projectos foram apresentados pela engenheira da EPAL, Luzolo Seke durante o Fórum Provincial da Mulher Rural que decorreu no fim-de-semana, no município de Icolo e Bengo.

Nesta senda, estão ainda planificadas a construção de girafas no km-44, Bom Jesus, Cabíri e Caxicane, bem como 3.500 ligações domiciliares em kaculo kahango e ligações de rede de fontenários para a população que vive nos arredores da sua sede.

O aumento substancial da capacidade da Estação de Tratamento de água de Caquengue, sede da comuna de kaculo kahango e a construção de fontenários nas zonas periféricas desta, fazem parte dos projectos da EPAL. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.