Radio Calema
InicioMundo LusófonoBrasilFamília de paranaense morta em Portugal diz não ter recursos para trazer...

Família de paranaense morta em Portugal diz não ter recursos para trazer corpo

Ivanice acabou morta por engano por policiais durante perseguição

Ao manter contato com a filha Ivanice Carvalho da Costa, 36 anos, na segunda-feira, 13, por meio de uma rede social, a mãe Maria Luzia Silva Carvalho da Costa, não imaginou que aquela seria a última conversa com a filha, que morava havia 17 anos em Lisboa, Portugal. Na madrugada da última quarta-feira, 15, o carro em que ela estava não parou em uma blitz policial e Ivanice acabou morta por engano por policiais durante a perseguição.

Durante a tarde desta quinta-feira, 16, a mãe e familiares da vítima, que moram em Amaporã, no interior do Paraná, aguardavam notícias do Consulado do Brasil em Lisboa. “Nossa maior dificuldade é trazer o corpo, pois não temos recursos, condições para isso”, comentou Maria Luzia, que além de Ivanice, que era a filha mais velha, tem duas filhas gêmeas e um filho.

Para ela, as autoridades portuguesas foram as responsáveis pela morte e, por isso, o país europeu deveria arcar com o translado. “Eles foram os culpados pelo crime e deveriam fazer isso, seria um pouco de justiça”, comentou.

Segundo a mãe – que viu Ivanice pela última vez em janeiro de 2008 – a filha estava trabalhando em uma loja no Aeroporto de Lisboa, não tinha filhos e conseguia se manter. “Foi uma injustiça muito grande que fizeram, estamos buscando junto às autoridades do Brasil e Portugal para que algo seja feito”, disse, lembrando que a irmã Célia Maria, que vive em Portugal, está tratando desses contatos com as autoridades. (Band B)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.