Radio Calema
InicioEconomiaAngola deve refinar derivados do petróleo internamente

Angola deve refinar derivados do petróleo internamente

O Presidente da República, João Lourenço, defendeu nesta quinta-feira a implementação de uma estratégia que permite refinar internamente os produtos derivados do petróleo.

A estratégia visa evitar que Angola dependa consideravelmente da importação de produtos refinados derivados do petróleo.

“Não tem lógica que Angola, como produtor de petróleo, e com altos níveis de produção, continue a viver quase que exclusivamente da importação de produtos refinados”, afirmou João Lourenço.

O Chefe de Estado considerou fundamental que a par da Refinaria de Luanda, cuja capacidade de refinação diária ronda os 44 mil barris, o país deve apostar na construção de outra, independentemente do investimento ser público ou privado.

As duas possibilidades devem ficar em aberto. O que pretendemos é que o país tenha mais refinarias, sublinhou o Estadista durante a cerimónia de empossamento do secretário de Estado dos Petróleos e do Conselho de Administração da Sonangol.

Em relação à concessionária nacional de combustíveis, Sonangol, reconheceu que continua a ser a “galinha dos ovos de ouro” da economia do país, daí que a sua administração vai exigir maior responsabilidade dos novos gestores.

“Devem cuidar bem dela”, afirmou o Presidente aos membros do Conselho de Administração da petrolífera nacional empossados hoje.

Eis a lista dos empossados:

Paulino Fernando de Carvalho Jerónimo – secretário de Estado dos Petróleos

Carlos Saturnino Guerra Sousa e Oliveira – Presidente do Conselho de Administração da Sonangol;

Sebastião Pai Querido Gaspar Martins – Administrador Executivo da Sonangol;

Luís Ferreira do Nascimento José Maria – Administrador Executivo da Sonangol;

Carlos Eduardo Ferraz de Carvalho Pinto – Administrador Executivo da Sonangol;

Rosário Fernando Isaac – Administrador Executivo da Sonangol;

Baltazar Agostinho Gonçalves Miguel – Administrador Executivo da Sonangol;

Alice Marisa Leão Sopas Pinto da Cruz – Administradora Executiva da Sonangol;

José Gime – Administrador Não Executivo da Sonangol;

e André Lelo – Administrador Não Executivo da Sonangol. (Angop)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.