Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Centro Histórico de Mbanza Kongo distinguido com diploma de mérito no Brasil

O Centro Histórico de Mbanza Kongo, capital do antigo reino do Kongo, foi distinguido com o Diploma de Mérito pela Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Brasil).

A distinção ocorreu numa sessão especial comemorativa aos 42 anos da independência de Angola e premeia a antiga capital do Reino do Kongo pelo seu reconhecimento como património mundial.

O deputado Geraldo Pudim, autor da iniciativa, destacou, na oportunidade, a importância histórica de Mbanza Kongo como referência da civilização africana pré-colonial, tendo, por outro lado, falado do actual momento político angolano na expectativa do reforço das relações entre o Brasil e Angola.

O Centro Histórico da Cidade de Mbanza Kongo ganhou o estatuto de Património Mundial a 8 de Julho, no âmbito da 41ª sessão do Comité do Património Mundial, que decorreu na cidade de Cracóvia, na Polónia.

Ao longo da época colonial, a cidade conheceu várias designações, tendo se destacado a denominação de São Salvador do Kongo, nome que os portugueses haviam atribuído segundo o seu desejo, já como potência colonizadora.

De acordo ainda com a sua génese histórica e cultural, a designação de relevo de Mbanza Kongo, na altura, foi a de Kongo dya Ntotela, símbolo de unidade e indivisibilidade dos bakongos, como o próprio nome indica.

Desde a fundação do Reino do Kongo, a cidade de Mbanza Kongo foi a sua capital, o centro político, económico, social e cultural, sede do rei e a sua corte, e como tal o centro das decisões.

Mbanza Kongo foi, no século XVII, a maior vila da costa ocidental da África Central, com uma densidade populacional de 40 mil habitantes (nativas) e quatro mil europeus.

Com o seu declínio, a cidade que se encontrava no centro do reino em plena “idade de ouro”, transformou-se numa vila mística e espiritual do grupo etnolinguístico kikongo e albergou as Repúblicas de Angola, Democrática do Congo, Congo Brazzaville e Gabão.

Com uma superfície de 7 mil e 651 quilómetros quadrados, Mbanza Kongo é limitado a norte com o município do Kuimba e pela RDC, a sul e a este, com a província do Uíge, e a oeste, com os municípios do Tomboco e Nóqui.

Localizada a 472 quilómetros, a norte, da capital angolana (Luanda), a cidade de Mbanza Kongo conta com uma população estimada em 155 mil e 174 habitantes (dados do último censo) e possui cinco bairros: Sagrada Esperança, 4 de Fevereiro, 11 de Novembro, Álvaro Buta e Martins Kidito.

O kikongo é a língua predominantemente falada pelos seus habitantes. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »