Zaire: Tribunal provincial condena réus por crime de fogo posto

O tribunal provincial do Zaire condenou sábado, na localidade do Nzeto, a um ano e três meses de prisão, oito réus acusados na prática de crimes de fogo posto e vandalização de bens pessoais.

De acordo com a sentença lida pelo juiz do tribunal provincial do Zaire, Eugênio Domingos, em Agosto de 2016, na comuna do Kindege, município do Nzeto, os co-réus insurgiram-se contra o cidadão António Sebastião, a quem acusaram de feiticeiro.

Enfurecidos com as supostas acções maléficas de António Sebastião, prosseguiu o magistrado, os co-réus destruíram duas residências da vítima e uma cantina, assim como queimaram toda a sua roupa e uma lavra, tendo causado danos materiais avaliados em um milhão e 617 mil kwanzas.

Os co-réus com idades compreendidas entre os 19 e 74 anos foram ainda condenados a pagar 60 mil kwanzas cada para os seus defensores oficiosos.

Na ocasião, aquele órgão judicial absolveu sete cidadãos que também faziam parte deste caso, por insuficiência de provas.

O município do Nzeto dista a 230 quilómetros da cidade de Mbanza Kongo e tem uma população estimada em 47 mil e 872 habitantes distribuídos pelas comunas da Musserra, Kindege, Kibala Norte e Sede. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »