Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

UNITA: Numa, Kachiungo, Massanga Savimbi e Chiyaka apontados como principais substitutos de Samakuva

Com a confirmação da saída de Isaías Samakuva da liderança da UNITA, aos 71 anos e depois de 15 a liderar o partido, no topo da direcção do “Galo Negro” evita-se falar em possíveis sucessores, mas nomes como Abílio Camalata Numa, Pedro Kachiungo, Rafael Massanga Savimbi ou Liberty Chiyaka começam a emergir nas conversas de corredores.

Entre a inevitável substituição de Samakuva e a escolha do novo líder fica, igualmente, espaço para analisar o legado do homem que assumiu a tarefa de substituir o histórico líder e fundador da UNITA, Jonas Savimbi.

Armando Vilela Cruz Sumi, professor universitário, classificou hoje, em declarações ao Novo Jornal Online, o presidente da UNITA como um dos líderes da oposição “mais respeitados”, realçando o papel que jogou ao apelar aos seus militantes para não saírem para manifestações depois da realização das eleições de 23 de Agosto e cujos resultados foram contestados pela oposição liderada pelo “Galo Negro”.

“Trata-se de um político com muita experiência e tem sabido dirigir com responsabilidade o seu partido”, afirmou o docente reagindo à decisão do líder da UNITA, Isaías Samakuva, de deixar a liderança do maior partido da oposição para abrir a porta a um novo ciclo político no partido, como o próprio tem dito para justificar a chegada do tempo da sua retirada.

“Samakuva assumiu a direcção do partido num momento difícil. O partido ainda estava abalado com o desaparecimento físico do seu líder”, destacou Cruz Sumi, apontando Alcides Sakala como um bom sucessor.

O membro da UNITA Alberto Cristóvão Semedo Pedro elege Pedro Kachiungo como forte candidato para substituir o líder da UNITA.

“É um homem lucido e activo. A UNITA precisa de pessoas dessa natureza”, observou.

O analista político Madeira Sebastião Futila destacou a postura de Samakuva à frente da direcção da UNITA nos últimos 15 anos. “Não foi fácil enfrentar adversários internos e externos. Mas Samakuva aturou esse ambiente”, observou.

Para ele, Abílio Camalata Numa é a figura ideal para dirigir o partido.

“É general de referência. Numa que já concorreu com Samakuva é forte sucessor”, sugeriu.

O activista da organização não-governamental Omunga, Daniel Satembo, lamenta a UNITA ter visto sair das suas fileiras o actual presidente da coligação CASA-CE, Abel Chivukuvuku, porque “com Abel Chivukuvuku ainda na direcção da UNITA, não havia outro candidato”.

O porta-voz da UNITA, Alcides Sakala, interpelado pelo Novo Jornal Online sobre este novo momento importante para a história do partido disse que, para substituir o actual líder, a UNITA possui “muitos quadros”.

“O partido tem muitos quadros competentes e qualificados para o cargo. Quem reunir requisitos pode candidatar-se”, resumiu.

O deputado Victorino Nhany corroborou as declarações do seu colega Alcides Sakala afirmando que a “UNITA é um partido repleto de quadros e cada um deles pode assumir a liderança do partido”.

Um outro membro da UNITA, José António Kifany, escolheu Rafael Missanga Savimbi, como uma boa figura para dirigir o partido, justificando com a necessidade de surgir sangue novo à frente do “Galo Negro”.

“A Injecção do novo sangue é precisa na UNITA. Para mim, o filho do falecido Jonas Savimbi é um bom quadro para dirigir o partido”, frisou.

O secretário da Unita no Huambo, Liberty Chiyaka, é escolhido pelo estudante da universidade UTANGA, António Bula, como uma boa opção para a direcção da UNITA porque “é um jovem que tira o sossego ao MPLA no Huambo e como líder da UNITA seria uma boa opção”. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »