“Portugal devia ter sido citado. Angolanos estão magoados” – Pedro Santana Lopes

Esta é a opinião de Pedro Santana Lopes relativamente à acção futura da extrema-direita na Alemanha. Para o politico português, “a Europa está, apesar de tudo, com alguma vitalidade” e a força política alemã não conseguirá mudar este cenário.

No habitual espaço de comentário na antena da SIC Notícias, Pedro Santana Lopes foi questionado sobre a postura de Marcelo Rebelo de Sousa em Angola, já que o presidente foi notícia em diversos meios de comunicação nacionais e internacionais pela interacção com angolanos. Para o político português estas “acções do presidente não surpreendem porque dele espera-se tudo de bom. Levou afectos para Angola e o país conseguiu, por sua vez, transmitir uma carga emotiva”, sublinhou.

Durante a tomada de posse do novo presidente de Angola, Marcelo Rebelo de Sousa foi aplaudido, mas também recebeu assobios. No entanto, para Pedro Santana Lopes, este não é um aspeto pejorativo porque, na sua opinião, em Angola “os assobios são algo de positivo”

“E é de valorizar o ambiente caloroso em que o nosso presidente foi recebido”, destacou Santana.

Na sua tomada de posse no Memorial António Agostinho Neto, em Luanda, João Lourenço mencionou aqueles que são os parceiros mais importantes para Angola. No entanto, Portugal não estava incluído nessa listagem.

Questionado sobre o impacto deste facto, o advogado foi peremptório ao afirmar que “o nosso país deveria ter sido citado. Foi um momento aborrecido, mas acho que isso aconteceu porque os angolanos estão magoados”. Os dirigentes de Angola consideram “que Portugal não se deve imiscuir da soberania de Angola”. (Notícias ao Minuto)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »