Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ocupação militar não impede tráfico de drogas na Rocinha

“Depois que escurece, o tráfico toma conta”. A afirmação é de uma moradora da Rocinha, ocupada por 950 homens das Forças Armadas desde sexta-feira. E, segundo um comerciante, bocas de fumo voltaram a funcionar “da Curva do S até a Vila Verde”. Esses relatos indicam que o crime organizado ainda dá as cartas na maior favela do país, o que é reforçado pela quantidade de informações passadas ao Disque-Denúncia (2253-1177): 317 desde a manhã de sábado. A maioria dá a localização de bandidos e de armas.

Ontem de manhã, um helicóptero das Forças Armadas despejou milhares de panfletos na Rocinha, pedindo ajuda à população na prisão dos traficantes. A Justiça já expediu 59 mandados contra suspeitos de envolvimento na guerra que começou no último dia 17. O mais procurado é Rogério Avelino da Silva, o Rogério 157. Ele disputa o controle da favela com Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, que está no presídio federal de Porto Velho, em Rondônia. A recompensa para informações sobre Rogério 157 já chegou a R$ 50 mil.

Ontem, moradores do Complexo do Alemão, dominado pela maior facção criminosa do Rio, que estaria apoiando Rogério, disseram ao EXTRA ter visto o criminoso no conjunto de favelas.

— Ele chegou aqui na Nova Brasília no domingo — afirmou um deles.

Seguindo a mesma informação, a polícia fez buscas ontem no Alemão e na Vila Cruzeiro, mas não conseguiu nenhuma pista. Também surgiram relatos de que ele buscou refúgio no Morro do Vidigal, perto da Rocinha. Os investigadores da 11ª DP (Rocinha) estão convencidos de que cúmplices de Rogério 157 foram para os morros do Turano e do Salgueiro, na Tijuca.

Policiais militares da Rocinha, ouvidos ontem pelo EXTRA, corroboraram a suspeita sobre o refúgio no Alemão.

— As informações batem: são muitos comentários de moradores do complexo de que ele já foi visto no Alemão. Assim como sabemos que ele saiu pela mata da Rocinha, deixando parte de seu bando lá — contou um agente da UPP Rocinha.

Questionada sobre a possibilidade de o rival de Nem estar escondido no Alemão, a Secretaria de Segurança informou que não pode comentar informações da área de inteligência. (Jornal Extra)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »