Musharraf promete voltar ao Paquistão

O EX-PRESIDENTE paquistanês Pervez Musharraf garantiu, no domingo, que vai voltar ao seu país, assim que o seu estado de saúde o permitir para ser julgado no caso da morte da sua ex-rival política Benazir Bhutto, em 2007.

“Fui vítima de uma armação política no caso do assassinato de Benazir Bhutto, apesar de não ter tido nada a ver com a sua morte trágica e prematura”, afirmou Musharraf, num comunicado.

O ex-Presidente deixou o Paquistão em Março de 2016 para receber cuidados médicos em Dubai. Musharraf, que foi envolvido no caso em 2013, é actualmente o único suspeito, depois que um tribunal local absolveu semana passada cinco acusados pelo assassinato da ex-primeira-ministra. Bhutto, eleita duas vezes primeira-ministra e primeira mulher a governar um país muçulmano na era contemporânea, morreu num atentado suicida em Rawalpindi em 27 de Dezembro de 2007. (Jornal de Notícias MZ)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »