Mais de 50 chefões do crime organizado podem voltar ao Rio

Defensoria solicitou retorno de detentos que estão há dois anos ou mais em prisões federais

A Defensoria Pública da União (DPU) um pedido de habeas corpus que segere o retorno de todos os detentos que estão há dois anos ou mais no sistema penitenciário federal aos seus estados de origem. Caso o Supremo Tribunal Federal (STF) acate o pedido feito na última quarta (27), 55 chefes do crime organizado podem voltar ao Rio de Janeiro.

De acordo com informações do jornal O Globo, nomes como Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar (foto); Márcio dos Santos Nepomuceno, o Marcinho VP; e Antônio Francisco Bonfim Lopes, o Nem, poderiam ser beneficiados pela medida.

Entre os 30 presos mais antigos de penitenciárias federais, 20 são do Rio, incluindo os cinco com mais tempo de prisão. Em primeiro lugar está Fernandinho Beira-Mar, há 4.090 dias na cadeia, desde 19 de julho de 2006.

Em segundo lugar está, Elias Pereira da Silva, o Elias Maluco, que matou o jornalista Tim Lopes; Marcinho VP; Márcio José Guimarães, o Tchaca; e Marcos Antonio Pereira Firmino da Silva, o My Thor, presos no sistema federal desde 5 de janeiro de 2007.

O defensor público Anginaldo Oliveira Vieira assina o pedido. O ministro Alexandre de Moraes, do STF, é relator do caso. (Notícias ao Minuto BR)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »