Egipto adverte os seus cidadãos sobre emigração à Líbia

O Ministério egípcio dos Negócios Estrangeiros advertiu os seus compatriotas contra a emigração clandestina para a Líbia, devido a condições actuais de insegurança neste país, indica um comunicado oficial.

Neste texto retomado quarta-feira pelo jornal local “al-Wassat”, o Egipto insta os seus cidadãos residentes na Líbia a serem muito prudentes e evitarem zonas de tensões e de confrontos.

“Os gangues que fazem a promoção das viagens, que transportam cidadãos egípcios para a Líbia através de estradas desérticas, e depois os abandonam no deserto, pondo em perigo as suas vidas, devem ser evitados pelos candidatos à migração na Líbia”, preveniu o Ministério egípcio dos Negócios Estrangeiros.

Recentemente, os corpos de cidadãos egípcios em decomposição foram descobertos no deserto líbio, depois de abandonados por chamados “passadores”.

Há uma semana, um grupo armado na Líbia libertou cinco Egípcios, que já haviam sido detidos em Beni Walid, no noroeste líbio, a troco de um resgate.

As autoridades líbias apelaram ao Egipto e aos países vizinhos para reforçarem medidas de segurança a fim de contrariar a emigração clandestina, tendo em conta a deterioração da segurança no território líbio. (Panapress)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »