Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ofensiva do ELN deixa um morto e três ataques a oleoduto na Colômbia

A três dias de iniciar uma trégua bilateral com o ELN, essa guerrilha lançou uma ofensiva no nordeste da Colômbia que deixou um militar morto e três ataques a um oleoduto, disseram as autoridades nesta quinta-feira.

O soldado Víctor Javier González morreu na quarta-feira pelo disparo de um atirador de elite durante uma ação do ELN no município de Convención, no departamento de Norte de Santander, informou o Exército em comunicado.

Na mesma região os rebeldes atacaram em três ocasiões o oleoduto Caño Limón-Coveñas, causando derramamentos de petróleo em diversos rios dos departamentos de Norte de Santander e Arauca, fronteiriços com a Venezuela.

Os ataques ocorreram entre terça e quarta-feira.

“Foi o ELN (…), não podemos sequer duvidar”, disse o general Jaime Carvajal, chefe da segunda divisão do Exército, à emissora W Radio.
O Exército de Libertação Nacional (ELN) acordou com o governo um cessar-fogo bilateral que começará em 1º de outubro como parte dos diálogos de paz que mantêm em Quito.
O cessar-fogo, o primeiro acordado por essa guerrilha de forma recíproca em 53 anos de luta armada, se estenderá a princípio até 9 de janeiro.

No entanto, até o momento, a única guerrilha activa na Colômbia não reivindicou os ataques.
“Que bom seria o pronunciamento da Venezuela condenando os atentados do ELN já que a contaminação vai chegar até o lago de Maracaibo!”, tuitou o chefe negociador do governo com essa guerrilha, Juan Camilo Restrepo.

Ao longo do ano foram registados 46 ataques contra o oleoduto de 780 km, segundo a empresa Ecopetrol.
O ELN, com 1.500 combatentes, segundo as autoridades, se opõe às multinacionais petrolíferas e mineradoras, alegando que exploram os recursos em detrimento da maioria da população. (AFP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »