Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Republicanos fracassam novamente em revogar Obamacare no Senado dos EUA

Republicanos dos Estados Unidos não conseguiram novamente nesta terça-feira, na sétima tentativa, revogar o Obamacare, numa amarga derrota que levanta mais dúvidas sobre a habilidade dos republicanos em cumprir a agenda do presidente Donald Trump.

O partido não conseguiu ganhar apoio suficiente dos seus próprios senadores para um projecto de lei para revogar o Acto de Cuidados Acessíveis e decidiu não colocá-lo em votação, disseram diversos republicanos. Os patrocinadores do projecto prometeram tentar novamente, mas enfrentam chances mais difíceis após domingo, quando expiram regras especiais que permitem aos republicanos aprovar a legislação de saúde sem apoio democrata.

“Nós basicamente ficamos sem tempo”, disse o senador Ron Johnson, co-patrocinador da medida ao lado dos senadores Bill Cassidy, Lindsey Graham e Dean Heller.
Republicanos já falharam repetidamente em entregar uma longa promessa de revogar o marco doméstico do ex-presidente democrata Barack Obama.

Os republicanos ainda não alcançaram quaisquer grandes sucessos em políticas domésticas no Congresso neste ano, o que pode prejudicar os esforços do partido em manter controle do Senado e Câmara dos Deputados nas eleições congressionais de Novembro de 2018.

Republicanos vêem amplamente a lei Obamacare, que fornece cobertura para 20 milhões de norte-americanos, como um custoso excesso de alcance do governo. Trump prometeu frequentemente acabar com o Obamacare durante sua campanha eleitoral de 2016. Democratas têm defendido com força a lei, dizendo que estendeu seguro de saúde para milhões de pessoas.

Após não terem votos suficientes em julho, republicanos do Senado tentaram novamente neste mês com um projeto que dá a Estados maior controle sobre os centenas de biliões de dólares que o governo federal gasta anualmente em assistência de saúde.

Assim como antes, foram alvo de críticas de membros da direita e centro que se opõem à revogação por razões essencialmente opostas.

A senadora Susan Collins, uma moderada, se queixou que o projecto prejudica o programa Medicaid para os mais pobres e enfraquece protecções de clientes. O senador Rand Paul, um conservador, disse que o projecto deixou muitas regulações do Obamacare e programas de gastos em vigor.

Democratas disseram ser hora de os republicanos trabalharem com eles para corrigir as deficiências do Obamacare. “Nós, democratas, estamos prontos, desejando e ansiosos para trabalhar para melhorar nosso sistema de assistência de saúde”, disse o líder democrata no Senado, Chuck Schumer. (Reuters)

por Susan Cornwell

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »