Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Ministro garante que “não há nada escondido” na regularização dos precários do Estado

O ministro do Trabalho, Vieira da Silva, garantiu hoje que “não há nada escondido” no programa de regularização dos precários do Estado e considerou o processo “transparente”, rejeitando as acusações do CGTP.

O programa de regularização dos precários do Estado (PREVPAP) “não é opaco, é translúcido ou transparente, porque todos os nomes e todos os processos são consultáveis, não há nada escondido”, disse o ministro em declarações à Lusa.

Vieira da Silva, que falava à margem de um seminário promovido pelo Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP), em Lisboa, reagia assim às críticas da CGTP, que esta semana considerou o processo de regularização dos precários do Estado “opaco”, exigindo ao Governo a divulgação imediata das listas dos trabalhadores, elaboradas pelos serviços.

Segundo o ministro, o PREVPAP “é um processo que, nas comissões bilaterais, tem funcionado com abertura, os serviços indicaram nomes, os sindicatos participam nessas estruturas e têm acesso a toda a informação”.

“Qualquer problema que os sindicatos considerem menos adequado, têm a possibilidade de colocar essa questão nas comissões bilaterais”, disse ainda Vieira da Silva.

O ministro garantiu que o Governo “está a cumprir todos os passos” para que em janeiro de 2018 se inicie a integração dos precários da administração pública, com os primeiros concursos, mas adiantou que “a bola está agora do lado da Assembleia da República”.

O diploma será votado na especialidade a 03 de outubro no Parlamento mas, sobre as alterações propostas pelo PS, Bloco de Esquerda e PCP, nomeadamente a possibilidade de os trabalhadores a tempo parcial poderem vir a ser abrangidos pelo PREVPAP, o ministro não quis comentar. (Jornal de Notícias)

por Lusa

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »