Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Futebol/Taça: Domant empata e prega susto ao Kabuscorp do Palanca

O Domant do Bengo pregou sábado, em Luanda, um grande susto ao kabuscorp do Palanca, impondo um surpreendente empate (1-1), no jogo da primeira “mão” dos oitavos-de-final da Taça de Angola em futebol, disputado no estádio dos Coqueiros.

A princípio tidos como favoritos, os representantes da capital do país tiveram que se empenhar a fundo, para anular a vantagem dos visitantes, que abriram o marcador aos 38 minutos, por intermédio de Angelino. A formação do bairro Palanca repôs a igualdade por auto-golo do adversário, volvidos 82 minutos, numa jogada com mérito do seu jogador Fundo.

De inicio, o Kabuscorp toma as rédeas do encontro, com o capitão Lami a importunar os defesas contrários. Aos 15, substituição forçada do lesionado Zico por Orlando, na turma do Bengo. Decorridos 30, as acções ofensivas eram repartidas, num evidente equilíbrio entre os contendores.

Destas, Angelino de cabeça inaugura o marcador para o Domant, na sequência de uma jogada de insistência, que o esférico antes já embateu na trave da baliza palanquina, após remate do seu colega Abel. Nelito rende Mussumari, na equipa do Kabuscorp, aos 44 minutos.

Apesar da pressão exercida pelos anfitriões, a partida chega ao intervalo com a vantagem dos recém-promovidos ao escalão superior do futebol angolano, o Campeonato Nacional de futebol da primeira divisão (Girabola2018).

No reatamento, Chico Caputo dá o seu lugar ao Fundo, no Kabuscorp. Do outro lado, Vavá rende Angelino. Os luandenses fazem a bola roçar na trave da baliza do Domant, aos 59, num forte remate de Fundo. Aos 60, o mesmo futebolista repete a proeza, mas sem a concretização do preconizado.

Nary é substituído por Nandinho, no Kabuscorp, a julgar pela intenção deste colectivo tentar contrariar o seu oponente, aos 70. Da escalada, um dos defesas do Domant, na ânsia de manter a sua baliza inviolável, faz o contrário, para o gaudio dos adeptos ruidosos, que estavam em maioria nas bancadas do campo, aos 82 minutos.

Já na fase derradeira, em que os comandados do treinador Romeu Filemon tentavam asfixiar os pupilos do técnico Francisco André “Kito”, este opera mais uma alteração no seu plantel, com entrada de Kiza no posto de Zema, até ao apito final do árbitro Paulo Sérgio Moreira, que foi assistido por duas senhoras, no caso Audalia Jeremias e Luisa Luhaco.

A segunda mão disputa-se dentro de quatro dias no reduto do Domant, na província do Bengo. O Recreativo do Libolo é o detentor do troféu. (Angop)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »