Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

Angola consta da lista dos países que fazem pessoas desaparecerem à força – ONU

Especialistas das Nações Unidas (ONU), que lidam com questões das pessoas desaparecidas à força, incluem Angola na lista de 43 países com casos registados.

Um relatório, que está a ser analisado esta semana em Genebra, na sede do Conselho dos Direitos Humanos da ONU, coloca Timor-Leste à frente dos países de língua portuguesa com mais de 400 casos pendentes.

Para além de Timor-Leste e Angola, esta lista inclui ainda Moçambique e Brasil entre os países lusófonos e contém dados sobre 350 casos ocorridos em 43 países.

Na 113ª sessão dos peritos em Direitos Humanos da ONU, a análise vai incluir os desaparecimentos forçados ocorridos no contexto da migração, de conflitos e outras situações reportados em todo o mundo.

Em privado, os especialistas analisam alegações gerais recebidas sobre os obstáculos encontrados na implementação da Declaração da ONU sobre a “Protecção de Todas as Pessoas contra o Desaparecimento Forçado”.

Durante a próxima semana, o grupo de Trabalho da ONU sobre desaparecimentos forçados ou involuntários deve encontrar-se com representantes de desaparecidos, da sociedade civil e das autoridades de diferentes países.

De acordo com este relatório da ONU, o objectivo das sessões é trocar informações sobre casos individuais e a situação geral.

O documento destaca Timor-Leste com 482 processos. Dos países de língua portuguesa seguem-se Brasil com 13, Angola e Moçambique com dois cada um.

Em um ano, o grupo disse ter reportado 1 094 novos casos de desaparecimento forçado em 36 países, estando incluídos na lista ocorrência reportadas desde o Iraque, Afeganistão, à Índia, Sry Lanka. (Novo Jornal Online)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »