Bolsas fecham no vermelho, na Ásia, devido a escalada na retórica de guerra no Pacífico

As bolsas de Tóquio e de Seul fecharam esta quarta-feira a perder mais de 1%. Trump prometeu “fogo e fúria” contra a Coreia do Norte e Pyongyang respondeu ameaçando ataque prévio à “volta de Guam”. Europa abriu no vermelho

As bolsas da Ásia Pacífico fecharam esta quarta-feira no vermelho, depois da retórica de guerra entre a Casa Branca e Pyongyang ter subido de tom no dia anterior.

As praças de Tóquio e Seul lideraram as quedas. O índice Nikkei 225, da bolsa nipónica, caiu 1,33% e o índice Kospi, da bolsa sul-coreana, recuou 1,1%. A bolsa de Taiwan perdeu quase 1%, a de Hong Kong caiu 0,4%, a de Shenzhen desceu 0,34% e a de Xangai deslizou apenas 0,19%. A bolsa de Sydney fechou a ganhar 0,38%. A maior queda registou-se em Hanói, com o índice HNX 30 a recuar 1,6%.

A abertura da sessão na Europa está a ser marcada por quedas, com o índice SMI da bolsa de Zurique a liderar as descidas, recuando 1,3% pelas 9 horas (hora de Portugal). Em Lisboa, o índice PSI 20 perde 0,5%.

O presidente Trump ameaçou ontem com “fogo e fúria como o mundo nunca viu” em relação à Coreia do Norte, que respondeu avisando que está a estudar “o plano operacional” para um ataque prévio (preemptivo) “à volta” da ilha de Guam, onde os Estados Unidos têm bases militares estratégicas. (Jornal Económico)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »