Notícias de Angola - Toda a informação sobre Angola, notícias, desporto, amizade, imóveis, mulher, saúde, classificados, auto, musica, videos, turismo, leilões, fotos

PR inaugura barragem de Laúca

A primeira turbina da central hidroeléctrica de Laúca (Malanje), com capacidade para gerar 334 Megawatts, entrou em funcionamento nesta sexta-feira, após o accionamento do botão, pelo Presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Antes de accionar o botão, que marcou o arranque da primeira das seis turbinas da barragem de 334 MW, o Chefe de Estado angolano descerrou a placa e procedeu ao corte da fita.

José Eduardo dos Santos, que pela terceira vez constata o desenvolvimento das obras, recebeu explicações sobre o sistema de aproveitamento da Barragem Hidroeléctrica de Laúca.

Com uma altura de 156 metros, mil e 200 metros de comprimento e uma área de 24 mil hectares, incluindo a albufeira, a barragem tem uma central principal, com seis grupos geradores de 334 megawatts cada, e uma ecológica de 65 megawatts.

O total das duas centrais é de dois mil e 70 megawatts, que vão
Beneficiar, após a sua conclusão total, oito milhões de pessoas, das regiões norte, centro e sul do país.

A empreitada, iniciada iniciada em 2012, deverá estar concluída em 2018.

Laúca localiza-se em território da província de Malanje, mais exactamente num espaço do curso do rio Cuanza, que fica entre a confluência dos rios Sevi e Catoco (limite das províncias de Malanje e Cuanza Sul).

Prossegue o curso deste último até a sua nascente, avançando pela linha que liga à nascente do rio Ngando até à confluência do rio Teje, que separa Malanje de Cuanza Norte.

A barragem hidroeléctrica de Laúca conta com a central ecológica, no quadro de um projecto destinado à preservação das espécies aquáticas que passará por manter um caudal mínimo no leito do rio a ser desviado no quadro da execução das obras.

A cerimónia, testemunhada por vários membros do Executivo e outras individualidades, constitui o concretizar de um projecto liderado pelo Presidente José Eduardo dos Santos, como tributo a todos os seus esforços no sentido de dotar Angola com infra-estruturas para modernizar o país. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Este site usa cookies para melhorar sua experiência. Vamos supor que você está bem com isso, mas você pode optar por sair, se desejar. Aceitar Leia mais

Translate »