Ler Agora:
Ministro ressalta importância da educação social na mudança de atitudes
Artigo completo 3 minutos de leitura

Ministro ressalta importância da educação social na mudança de atitudes

O ministro da Assistência e Reinserção Social, Gonçalves Muandumba, realçou quarta-feira, em Benguela, a importância das actividades de educação social para a mudança de comportamentos e atitudes perante o risco social.

Presidindo a conferência provincial sobre Acção Social, Gonçalves Muandumba, disse que são fundamentais essas actividades para os profissionais dos serviços sociais, (assistentes sociais, educadores, activistas sociais, vigilantes de infância e de terceira idade, agentes de desenvolvimento comunitário e sanitário), no âmbito das medidas de prevenção.

Para o governante, há que se definir estratégias e adoptar as medidas que estimulam a valorização e motivação indispensáveis a melhoria da qualidade de trabalho que se desenvolvem para o bem do indivíduo na comunidade.

Segundo o responsável, o novo paradigma tem na municipalização da acção social o seu pendor que é, simultaneamente o seu grande desafio, sendo decisivo a sua importância que eleva-se na descentralização dos serviços a que recorrer continuamente.

Gonçalves Muandumba explicou que, a municipalização da acção social requer e prevê o registo, a sistematização e a gestão da informação, indispensável a tomada de decisão, para qual a criação de cadastro social único (em curso) é crucial, enquanto ferramenta nacional, aplicável a todos os sectores que trabalham no domínio da acção social.

Referiu que, a realização das conferências provinciais visam reflectir sobre os problemas e desafios da acção social nas diferentes provinciais, na qual pretende-se partilhar e dar a conhecer os programas e desafios do ministério, no concernente ao novo paradigma que assenta no empoderamento, isto é ajudar quem mais precisa a deixar de precisar de ajuda.

“Quer isto dizer que vamos deixar de ficar pelo assistencialismo, não vamos somente dar de comer a quem precisa, mas vamos munir quem precisa de ferramentas para que seja autónoma, ganhe independência”, disse o ministro.

A conferência provincial sobre Acção Social, contou com participantes provenientes dos 10 municípios da província, que debateram temas como a “importância da acção social conjunta, integrada, multissectorial e multidisciplinar no contexto actual”, “a municipalidade da acção social”, “Cadastro social único” e “sistema de informação e gestão da acção social”.

“A bolsa solidaria, estratégias de educação da primeira infância, promoção dos direitos das crianças, promoção de acesso aos serviços para a pessoa idosa, processo de reintegração dos ex-militares, oportunidades de reabilitação integral e inclusiva da pessoa com beneficência, situação da desminagem na província, foram dentre outros temas do encontro.

O ministro que trabalhou na província desde terça-feira, efectuou também uma visita ao lar dos idosos, onde ofereceu bens alimentar diversos com vista a minimizar a situação dos 73 idosos confinados neste lar.

Assistem ao encontro a secretária do estado da Assistência e Reinserção social, Maria da Luz Magalhães, a vice-governadora para área social e política, Laurinda Baca, administradores municipais, directores provinciais, autoridades religiosas, tradicionais, politica e parceiros sociais. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado. Os campos com são obrigatórios *

Input your search keywords and press Enter.
Translate »