Luanda: Cooperativa Ana Nguengue denuncia ocupação ilegal de terras

A direcção da cooperativa agropecuária Ana Nguengue, localizada em Calumbo, município de Viana, em Luanda, denunciou a ocupação ilegal das suas terras por cidadãos de má-fé para fins comerciais.

Essa preocupação foi apresentada ao director municipal da Agricultura, Pecuária e Pescas, Crisóstomo Martinho, que realiza visitas as cooperativas e empresas do sector agropecuário e das pescas, em Viana, para se inteirar dos níveis de produção, condições de trabalho e dificuldades que enfrentam.

O Presidente da cooperativa agro-pecuária e pescas Ana Nguengue, Domingos Pereira, disse que apesar da situação ser já do conhecimento das autoridades competentes, as ocupações de campos agrícolas continuam.

O responsável da cooperativa aproveitou a ocasião para solicitar o apoio das autoridades municipais no sentido de modernizarem o processo de irrigação, considerado ainda rudimentar.

A localidade de Ana Nguengue conta também com projectos de piscicultura com destaque para os laboratórios e outras estruturas de apoio a essa actividade, assim como áreas habitacionais.

Com efeito, Crisóstomo Martinho mostrou-se satisfeito com os investimentos que estão a ser feitos no domínio da piscicultura, pela “ qualidade das infra-estruturas que estão a ser edificadas”.

O director disse que foram colhidas as preocupações dos associados, sobretudo no que diz respeito a ocupação ilegal das suas terras, falta de imputes agrícolas e assistência técnica, que serão canalizadas às instâncias competentes para possíveis soluções.

O responsável destacou que deve-se proteger o camponês que realiza a agricultura familiar de subsistência, e também apoiar os agricultores que têm projectos de maior escala, para que se aumente a produtividade e se contribua para a auto-suficiência alimentar.

A cooperativa Ana Nguengue é constituída por 380 associados, 196 homens e 184 mulheres.

O município de Viana, com cerca de dois milhões de habitantes, encontra-se situado na capital da província de Luanda, limitado pelos municípios do Cacuaco, Quiçama, Icolo e Bengo, Belas e Cazenga. (ANGOP)

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicado.

Translate »