Radio Calema
InicioMundo LusófonoBrasilSem mostrar dados, Temer diz que índice de roubos já 'diminuiu enormemente'

Sem mostrar dados, Temer diz que índice de roubos já ‘diminuiu enormemente’

Na cidade para se encontrar com autoridades da área de Segurança e sobrevoar locais de actuação da Operação militar “Rio quer segurança e Paz”, o presidente Michel Temer afirmou que a presença das Forças Armadas nas ruas do Estado podem ser estendidas até 2018. Em um pronunciamento que durou pouco mais de cinco minutos, o presidente também elogiou a colaboração dos cariocas para o sucesso das acções.

— O primeiro decreto assinado na última sexta prevê a actuação das Forças Armadas (no Estado) até o fim de 2017. Pode ser que, em janeiro, este prazo seja estendido até o fim de 2018. E nada impede também que esta ação seja ampliada para outros anos — afirmou Temer.

O presidente também disse que têm feito encontros desde o começo do ano com algumas autoridades para desenvolver políticas de segurança pública.

— Temos realizado nos últimos seis meses seguidas reuniões para tratar do assunto segurança pública, em especial da situação aqui no Rio. Num primeiro momento, a conclusão que se teve é que o número de roubos, em especial o de cargas, já diminuiu extraordinariamente — falou Temer.

Estiveram presentes no encontro o governador do Rio, Luiz Fernando Pezão; o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá; o comandante da PM, Coronel Wolney Dias; o chefe da Polícia Civil, Carlos Leba; o secretário estadual da Casa Civil, Christino Áureo; o ministro da Defesa, Raul Jungmann; o ministro da Justiça, Torquato Jardim; o general Braga Netto, comandante do CML; o prefeito do Rio, Marcelo Crivella; o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles; e o ministro-chefe da Secretaria Geral da presidência, Moreira Franco.

Após a reunião, Temer deve sobrevoar as áreas onde os agentes federais estão actuando na Região Metropolitana. A assessoria do CML não detalhou sobre quais pontos o presidente deverá passar. A visita relâmpago de Temer ao Rio, para mais uma agenda positiva, acontece às vésperas da votação da denúncia contra o presidente na Câmara.

ATUAÇÃO DESDE SEXTA

As Forças Armadas estão nas ruas do Estado desde sexta-feira, quando foi publicado o decreto de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). A segunda etapa da atuação no Rio terá como foco os arsenais de guerra das facções criminosas. O ministro da Defesa, Raul Jungmann, afirmou que a primeira fase da operação das tropas federais no Rio será curta.

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.