Radio Calema
InicioAngolaRegiõesFundo Rodoviário trabalha para segurança dos automobilistas durante peregrinação à Muxima

Fundo Rodoviário trabalha para segurança dos automobilistas durante peregrinação à Muxima

Durante o mês de peregrinação, o Santuário de Nossa Senhora da Muxima recebe centenas de milhares de fiéis que se deslocam de todas as regiões do país, causando grande movimentação nas estradas e aumentando o risco de acidentes.

Para minimizar os riscos, o Fundo Rodoviário está a realizar obras de tapa buracos, reposição de defensas e limpeza nas bermas, além de recuperação da sinalização horizontal das estradas.

Para o administrador do Município da Quissama, onde está situado o Santuário de Muxima, Engº Vicente Soares, as intervenções irão melhorar as condições de trafegabilidade nas estradas, garantindo mais conforto e segurança aos automibilistas.

Ele acredita também que com as estradas em boas condições de uso, haverá um maior número de visitantes a prestar homenagens à padroeira de Angola.

O Fundo Rodoviário (FR) é um órgão do Executivo angolano responsável pela execução do Programa Nacional de Conservação e Manutenção de Estradas (PNCME), sob a tutela do Ministério das Finanças.

Para além de preservar o património do estado, diminuir os custos de reabilitação e melhorar as condições de circulação diária de veículos nas vias, os impactos dos serviços têm reflexos positivos na segurança e conforto de automobilistas.
No Bengo, a obras de manutenção estão a ser feitas na Estrada Nacional 100, num troço de 38 Km, entre Kifangondo e Caxito. Na província de Luanda as obras acontecem na Estrada Nacional 100 nos troços entre Cabolombo e Barra do Kwanza ( extensão de 49 Km) e daí até Cabo Ledo ( 42 Km).

Entre Muxima e Catete, na Estrada Naconal 110, está a ser intervenccionado um troço de 67 Km. Ainda em Luanda, um troço 50,8 Km da Estrada Nacional 230, entre Catete e Maria Teresa, está a receber também diversas obras de manutenção.

No Cuanza Norte, o FR está a investir em obras de manutenção na Estrada Nacional 230, numa extensão de 97 Km, entre Maria Teresa e NDalatando. Ao todo, as obras realizadas pelo FR nos troços das três províncias estão a gerar 288 empregos directos. (ANGOP)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.