Radio Calema
InicioAngolaSociedadeAngola terá cidade ecuménica nos próximos tempos

Angola terá cidade ecuménica nos próximos tempos

Uma cidade ecuménica será construída, nos próximos tempos, em território angolano, no âmbito do Memorando para a construção de 88 vilas para os jovens cristãos, rubricado, quarta-feira, em Luanda, entre a Organizações Religiosas de Angola e a empresa imobiliária “Casa Fácil”.

Pela parte religiosa, assinou o documento o coordenador da Comissão de Intercessão Pastoral para Consolidação da Paz e Harmonia Nacional, Reverendo Janito Augusto Francisco, e o presidente do Conselho de Administração da imobiliária, Baptista Tyicovia.

O acordo de parceria, visa a construção de 88 vilas eclesiásticas em quase todas a províncias do país, constituídas por cerca de 1500 casas germinadas, uma infraestrutura para a administração, um templo em cada localidade, para além de um templo central, com à dimensão de um campo de futebol.

Entretanto, de acordo com o coordenador, os espaços concretos para a construção das vilas será definido depois de um encontro agendado com os órgão central do governo, assim como o local ou província que albergará a cidade ecuménica, que terá templos para cada uma das religiões reconhecidas.

Consta ainda do entendimento, a construção na cidade de uma área representativa de todos os departamentos ministeriais, um Campus Universitário, hospital central, centro comercial, bombas de combustíveis, entre outras infraestruturas sociais equipadas para a satisfação das necessidades materiais da população beneficiária.

Segundo o reverendo, em declarações à Angop, no âmbito do programa, será ainda construído, em Luanda, defronte ao marco histórico do Cazenga, um imóvel que vai albergar áreas administrativas para trabalho cristão de reavivamento espiritual, assim como um estúdio de rádio e de televisão.

Testemunharam a assinatura da parceria, membros dos Fóruns das Mulheres Religiosas de Angola, da Juventude Religiosa, das Autoridades Tradicionais Religiosas, entre outros representantes de Organizações Não-Governamentais cristãs.

Entretanto, para suportar os projectos, foram apresentadas quatro empresários, dois nacionais e igual número de estrangeiras provenientes do Egito, que se vão encarregar de financiar os custos das obras.

A Comissão de Intercessão Pastoral para Consolidação da Paz e Harmonia é constituída por líderes das igrejas e plataformas ecuménicas com personalidade jurídica reconhecida pelo Estado angolano.

Esta organização tem como fins patrimoniais o incremento de acções de solidariedade social no âmbito do desenvolvimento comunitário e o reforço das iniciativas que visam aglutinar os de relevância social para o reforço da parceria institucional em acções concretas para o bem-estar da sociedade.

Na ocasião, foi proclamado o Comité Olímpico da Juventude Eclesiástica, um órgão da Organização Religiosa, que se vai encarregar da realização de um campeonato nacional de futebol e basquetebol para a juventude eclesiástica.

O referido Comité vai ainda motivar a sociedade para a pacificação espiritual e harmonia nacional, estando previsto a realização de homilias em todas as jornadas desportivas, sendo este um instrutivo base que vai sustentar a inclusão social dos jovens religiosos na sociedade angolana. (ANGOP)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.