Radio Calema
InicioAngolaSociedadeAssinala-se hoje o dia mundial do avô

Assinala-se hoje o dia mundial do avô

Os cidadãos residentes em Luanda, em particular no distrito urbano da Ingombota, foram aconselhados a respeitar os seus avós, considerando-os como verdadeiros membro da família, exortaram elementos contactados hoje, em alusão ao Dia Mundial do Avó, 26 de Julho.

Em entrevistas separadas efectuas pela Angop, por ocasião do Dia dos Avós, que hoje (quarta-feira) se comemora, filhos e netos disseram que esta franja da sociedade merece o maior respeito, carinho, amor, bem como da comunidade.

Por seu turno, alguns munícipes condenaram todas as pessoas que desrespeitam seus avós com práticas que prejudicam o bem-estar do idoso na família e na comunidade.

“Há registos no país de acusações de feitiçaria, maltratos e abandono dos velhos nas ruas, conduzindo-os aos lares por falta de tolerância e paciência, o que é condenável e desumano”, disse a cidadã Graça Maria, residete no bairro da Ilha do Cabo.

Para evitar estas situações, apelou as famílias para respeitarem os pais e avós.

A estudante universitária, Helenice Gomes, do Maculusso, pediu mais respeito pelos avós, visando o reforço dos laços inter-geracionais, apelando para o combate contra violência doméstica, discriminação e os abusos de que alguns idosos são vítimas.

Por sua vez, o ancião Lucas Paulo, do Patrice Lumumba, lamenta o facto de, actualmente, assistir-se ainda no país pessoas que abandonam os pais e avôs, quem vivem em situações de vulnerabilidade, sobretudo, quando confrontados com doenças ou outras desgraças.

Já Eugenia José Coimbra, afirma que os filhos e netos devem repensar acerca das suas responsabilidades para com os seus avós, interiorizando que o envelhecimento é um processo que diz respeito a todos seres humanos. (ANGOP)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.