Radio Calema
InicioGovernoCorrigir o que esta MalCunene: Mortes estranhas na Prisão do Peu Peu preocupa Assossiação

Cunene: Mortes estranhas na Prisão do Peu Peu preocupa Assossiação

A Associação Ame Naame Omunu tem recebido várias queixas sobre mortes estranhas na Prisão do Peu Peu, Município de Ombadja. Fizemos uma visita ao Hospital Municipal de Ombadja e a direcção daquela unidade hospitalar confirmou a existência de corpos vindos de Peu Peu. Havia problemas de conservação dos corpos, a rede de energia não é constante, o gerador tinha avaria para além da carência do combustível. Devem imaginar a situação.

Fomos ao próprio estabelecimento prisional a fim de averiguar a situação, porém, não encontramos o próprio director e a pessoa que nos atendeu, confirmou a morte de reclusos e de um trabalhador. Tentamos entrar em contacto com os reclusos, mas sem sucesso, pois era necessário uma autorização por escrito. Respeitamos e já solicitamos a mesma autorização. Enviamo-vos em anexo a carta que dirigimos ao Delegado Provincial do Ministério do Interior no Kunene, solicitando a visita ao Estabelecimento prisional de Peu Peu. A prisão alega haver formalidades a cumprir para a transladação ou entrega dos corpos aos familiares ou funeral.

A grande preocupação que temos: O que é que está a causar as mortes? Trata-se de morte ‘natural’ ou há alguma doença? Caso seja afirmativo, esta doença é contagiosa ou não?

A nossa maior dificuldade é de meios. Temos realizado visitas às aldeias a pedido de algumas populações e, consequentemente, fazemos busca de informações em localidades e aldeias longínquas. Os relatórios serão publicados na nossa website que está prestes a ser concluida. Entretanto, estamos sem meios, para combustível, transporte, deslocação e alimentação dos nossos activistas durante as actividades. Até aquí, o Director Executivo tem usado os valores pessoais para cobrir os gastos. Lançamos um grito para aqueles que tiverem a possibilidade de nos apoiar. Alguém poderia apoiar-nos? Neste momento, solicitamos a visita ao Estabelecimento prisional e pode acontecer que quando tivermos o despacho não tenhamos condições de deslocação. Lançamos esse grito de apoio.

(Artigo enviado por um leitor a nossa redacção com pedido de publicação)

Siga-nos

0FansCurti
0SeguidoresSeguir
0InscritosSe inscrever

Últimas notícias

Notícias relacionadas

- Publicidade -

Deixe um comentário

Por favor insira seu comentário!
Digite seu nome aqui

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.